Cristina Ferreira reage à suspensão do programa: «Não é fácil tomar a decisão»

Em reação à suspensão do seu programa, a apresentadora diz-se «orgulhosa de uma estação que pensa primeiro nas pessoas» e garante que não vai sair de casa «a não ser que seja estritamente necessário»

13 Mar 2020 | 16:28
-A +A

A SIC anunciou esta sexta-feira, 13 de março, que decidiu cancelar as transmissões em direto de programas como O Programa da Cristina e Júlia e suspender as gravações de formatos como A Árvore dos Desejos. Uma medida de prevenção contra a propagação do novo coronavírus, que abrange quase todos os setores do canal de Paço de Arcos.

Minutos depois, Cristina Ferreira reagia nas redes sociais à tomada de posição da estação. «Estou agora a sair da SIC para ir para a minha casa, de onde não sairei a não ser que seja estritamente necessário. O que é que isso quer dizer? Que não estarei em direto», diz a anfitriã do matutino líder de audiências em Portugal.

 

 

A apresentadora diz-se ainda «orgulhosa de uma estação que pensa primeiro nas pessoas». «Estou muito orgulhosa numa tomada de decisão destas. Não é fácil tomá-la, ainda para mais por uma empresa privada […]. Não deixaremos de estar consigo e acho que o vamos surpreender», termina.

 

 

A radical decisão foi anunciada pelo canal de Paço de Arcos num comunicado em que explica que, desta forma, está a «atuar de forma preventiva e responsável na salvaguarda da saúde, segurança e estabilidade dos seus profissionais, criando condições para que o isolamento profilático aconselhado pelas autoridades nacionais de saúde seja tido em conta pelo maior número de pessoas possível».

Canceladas estão também as gravações das novelas da SIC, igualmente «durante o período mínimo de uma semana». Desta forma, elencos e equipas técnicas da novela Terra Brava e da série Golpe de Sorte foram enviadas para casa, mas esta medida «não afetará a emissão de Terra Brava e Nazaré, que continuarão a ser transmitidas diariamente».

As medidas radicais afetam outros programas, tais como Isto é Gozar Com Quem Trabalha, cujas gravações serão feitas à porta fechada,Alô Portugal, que será adaptado «ao momento de incerteza que vivemos», e Curto Circuito (SIC Radical), suspenso «por um período mínimo de uma semana».

A decisão é conhecida no mesmo dia em que foi decretado, até ao dia 9 de abril, estado de alerta no nosso país, a fim de combater o aumento de número de casos de pessoas infetadas com Covid-19.

 

Os números de Covid-19 em Portugal

 

Em Portugal, o último balanço sobre a situação epidemiológica no nosso país, feito na manhã desta sexta-feira, aponta para 112 pessoas diagnosticadas com Covid-19, mais 34 pessoas do que no dia anterior. Ainda segundo a Direção-Geral de Saúde (DGS), há 172 pessoas a aguardar resultado laboratorial.

Quanto ao número de casos suspeitos, este subiu de 637 para 1308. O número de pessoas em vigilância em Portugal também aumentou drasticamente, sendo agora de 5674, mais 751 do que na quinta-feira.

Há já a registar um caso de uma pessoa recuperada. Não há vítimas mortais a lamentar.

 

Na edição desta semana da TV 7 Dias, saiba como as estações de televisão estão a ser afetadas com o novo coronavírus!

 

TV 7 Dias

 

VEJA TAMBÉM:
Covid-19: TVI cancela Dança com as Estrelas por tempo indeterminado
Primeiro teste indica que Bolsonaro está infetado com Covid-19, diz jornal
Coronavírus: Rita Ribeiro retida no aeroporto de Madrid

 

Texto: Ana Filipe Silveira e Dúlio Silva; Fotografias: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top