Cristina Ferreira sobre isolamento: “Não estive com os meus pais nem com o meu filho”

A apresentadora esteve no “Você na TV!”, da TVI, e conversou com Manuel Luís Goucha sobre o isolamento profilático em que esteve durante 14 dias.

05 Nov 2020 | 12:50
-A +A

Depois de duas semanas em isolamento profilático devido à covid-19, Cristina Ferreira regressou esta quinta-feira, 5 de novembro, à TVI. A apresentadora esteve com Manuel Luís Goucha no “Você na TV!” para relatar como viveu estes dias de quarentena e revelou que ter estado em casa “é uma sensação de prisão e de jaula muito complicada”.

Cristina, que testou sempre negativo depois de ter estado em contacto com Bárbara Bandeira, sua convidada no “Dia de Cristina” na quarta-feira, 21 de outubro, teve “alguns sintomas, mas nenhum de covid“. “A maior parte foram de ansiedade. A médica disse que o stress e ansiedade provocam alguns sintomas similares”, frisou.

A Diretora de Entretenimento e Ficção da TVI recordou que, no dia seguinte a ter estado com Bárbara Bandeira, soube que a havia a possibilidade de a cantora dar positivo ao novo coronavírus. Foi para casa e já não voltou a sair.

Não esteve “uma única vez” com o filho e os pais

A apresentadora referiu ainda que a Direção-Geral de Saúde (DGS) lhe explicou que o seu contacto com Bárbara tinha sido “de alto risco”. “Estive ao lado dela a conversar mais do que 15 minutos. A partir desse momento, era obrigatório o isolamento durante 14 dias”. 

Ao longos destas últimas duas semanas, Cristina não esteve “uma única vez” com os pais e com o filho, Tiago, de 12 anos: “Ele ficou logo com o pai [António Casinhas] e com os meus pais. Eu não tinha estado com ele porque à quarta-feira ele dorme com o pai”.

Goucha ligou para Cristina Ferreira “todos os dias”

Manuel Luís Goucha esteve sempre preocupado com a amiga. “És o meu cuidador”, disse a estrela da TVI sobre o veterano. “Ele ligou para mim todos os dias. És muito cuidador. Ligaste para a Sónia Araújo também”, referiu.

“Eu falava contigo e ficava com dores de cabeça”, brincou Manuel Luís Goucha. “Sou hipocondríaco”, atirou.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Reprodução Instagram

PUB
Top