Crónics de um ex-casal: «Esta edição de Casados está a descambar para um Big Brother»

Todas as semanas, Graça e Zé Luís comentam a segunda edição de Casados à Primeira Vista. O ex-casal não vai deixar nada por dizer sobre o programa em que se conheceram e se deram a conhecer.

01 Dez 2019 | 21:50
-A +A

Olá! A Marta e a Inês estão cada vez mais com um ar angustiado. A mulher de Luís Santos está a deparar-se com um marido aparentemente pacífico, mas que em off deve ser um incrível Hulk. Já a Inês não sabe como há de segurar os cavalos do Hugo, que devem ser fortes!

Como diz o Zé Luís, ele deseja-a muito, mas só se ele acreditar que o Pai Natal lhe vai trazer uma noite louca no sapatinho, caso contrário… Agora, em relação ao Bruno e à Tatiana, ele deve ter o termóstato avariado, porque é um homem de extremos, ou está muito entusiasmado, salta-lhe a tampa e arma-se em James Bond, com as suas motas de água, ou
então fica muito mal porque está apaixonado por ela e já percebeu que pode ficar apenas no campo da amizade.

Já a Tatiana é uma rapariga muito humana. Qualquer mulher no lugar dela teria colocado um travão nele. Eu acho que ele, inconscientemente, acredita que com esta atitude vai conseguir conquistá-la. Nós achamos que ela quer muito mais um Bruno que gostasse mais dele próprio, com mais autoestima. Na verdade, tenho as minhas dúvidas se estes homens do programa gostam deles próprios, ou melhor, se conseguiriam ser companheiros deles próprios. São muito inseguros.

A bomba explosiva do programa é o casal Anabela e Lucas. Ora, o lema da vida remete-se não ao que se diz, mas à forma, à intensidade e à emoção que se coloca naquilo que se diz. O Lucas está carregado de razão. Mas ele perde-a toda quando lhe dá aquelas crises de riso, quase parece um louco, fica muito agressivo e isso amedronta ainda mais a Anabela. Por outro lado, ela está o tempo todo a viver no passado. E quem vive no passado é museu. Mais, quando ela diz que uma massagem nos pés é igual a um beijo… foi uma fala infeliz. Não há comparação, senão os profissionais de podologia andavam a dar beijinhos às clientes todas.

O Dave, outro convidado do jantar, e como um homem muito experiente em mulheres, acertou em cheio quando deu o conselho ao Bruno sobre as suas palhaçadas, que não agradam, de todo, o feminino. Eu até segredei ao ouvido do Dave: ‘Olha que a Marta era capaz de fazer um bom match contigo’, e ele concordou. Ele é uma ameaça para qualquer homem, é muito educado e charmoso. Eu percebi logo que se lhe tivesse calhado a Marta poderia dar certo. Notou-se que o Luís ficou com a pulga atrás da orelha. Por fim, eu e o Zé Luís achamos que esta segunda edição está a descambar para um Big Brother. Falta um bocado de glamour e menos rudeza, que não aconteceu na primeira temporada.

A Diva e o Conde

Veja também:
Crónica de um ex-casal: «Anabela e Lucas? Os especialistas juntaram dois traumatizados»
Crónica de um ex-casal: O Paulo e a Lurdes têm de fazer urgentemente um «test drive»!

 

PUB
Top