D8 a 80: Veja a incrível transformação de Diogo de Factor X!

Diogo Valente, mais conhecido como D8, está irreconhecível. Cinco anos depois da participação do Factor X, SIC, o músico fez uma transformação física.

21 Ago 2018 | 17:45
-A +A

Quando, em 2013, ficou em terceiro lugar no talent show da SIC, Factor X, Diogo Valente, mais conhecido como D8, era um rapaz de 16 anos, simpático e franzino. Aos 21 anos, o músico está completamente diferente. Há quatro meses, Diogo decidiu mudar radicalmente de estilo de vida e agora está praticamente irreconhecível.

Em entrevista exclusiva ao nosso site, D8 explica o que o conduziu a esta transformação física.

Porque é que decidiu fazer esta transformação?

Na verdade tudo começou com uma aposta no Dia dos Namorados. Apostei que, se o Benfica ganhasse ao Dortmund naquele jogo (coisa que achei que seria impossível), no dia seguinte entrava para o ginásio. Estava a comer um hambúrguer e umas batatas quando ouvi o árbitro a apitar para o fim do jogo, 1-0 para o Benfica! No dia seguinte inscrevi-me no Fitness Hut e o resto é uma aventura!

Quais foram as mudanças mais difíceis de fazer?

Quando tenho um objetivo na cabeça, luto por ele até ao fim e nada me pode separar desse marco que quero atingir. O que a Team Macau [do personal trainer Francisco Macau] me fez perceber muitas vezes, é que a forma como tu encaras este processo é que vai ditar se ele é para a tua vida inteira ou não. Fizemos tudo com calma, numa boa onda e com treinos intensos, mas sempre cheios de boa energia. Isso fez toda a diferença. Encarar isto não como uma prisão, mas como uma nova forma de ser livre.

LEIA MAIS: Blaya exibe mudanças físicas grávida de 8 meses

Passaram-se apenas 4 meses desde que iniciou esta caminhada. O que é que mudou em si, física e emocionalmente?
Eu comecei a trabalhar com a Team Macau há 4 meses, mas já treinava há um ano. Noto uma diferença abismal em termos de físico. O meu corpo mudou muito e sinto que, neste momento, estou na melhor forma da minha vida, sendo que é apenas uma pequena parte do meu potencial. Em relação ao meu lado emocional, sempre me considerei uma pessoa extremamente forte emocionalmente, pelo que apenas veio reforçar a minha crença de que, quando tenho um objetivo, ele tem de ser cumprido.

Porque é que escolheu o Francisco Macau para o treinar?

Conhecia-o das redes sociais já há alguns anos, seguia-o e acompanhava as transformações que ele fazia dos clientes. Quando percebi que realmente estava na hora de procurar ajuda profissional, segui o meu instinto e fui ter com ele. Hoje vi que foi a melhor escolha que fiz. Os resultados estão à vista, os objetivos muito bem delineados para o futuro e hoje, para lá da relação profissional que temos, somos bons amigos.

Que projetos profissionais tem na manga?

Para o futuro tenho o lançamento de dois novos singles, um ainda este ano e outro no início do próximo. Estou a trabalhar no meu novo álbum que gostava de lançar em 2019 e, durante os próximos tempos, pretendo lançar a minha própria marca de roupa.

VEJA MAIS: A transformação do homem que perdeu 15 quilos

 

Passaram-se apenas 4 meses desde que iniciou esta caminhada. O que é que mudou em si, física e emocionalmente?

Eu comecei a trabalhar com a Team Macau há 4 meses, mas já treinava há um ano. Noto uma diferença abismal em termos de físico. O meu corpo mudou muito e sinto que, neste momento, estou na melhor forma da minha vida, sendo que é apenas uma pequena parte do meu potencial. Em relação ao meu lado emocional, sempre me considerei uma pessoa extremamente forte emocionalmente, pelo que apenas veio reforçar a minha crença de que, quando tenho um objetivo, ele tem de ser cumprido.

Porque é que escolheu o Francisco Macau para o treinar?

Conhecia-o das redes sociais já há alguns anos, seguia-o e acompanhava as transformações que ele fazia dos clientes. Quando percebi que realmente estava na hora de procurar ajuda profissional, segui o meu instinto e fui ter com ele. Hoje vi que foi a melhor escolha que fiz. Os resultados estão à vista, os objetivos muito bem delineados para o futuro e hoje, para lá da relação profissional que temos, somos bons amigos.

Que projetos profissionais tem na manga?

Para o futuro tenho o lançamento de dois novos singles, um ainda este ano e outro no início do próximo. Estou a trabalhar no meu novo álbum que gostava de lançar em 2019 e, durante os próximos tempos, pretendo lançar a minha própria marca de roupa.

 

Texto: Raquel Costa| Fotos: Arquivo Impala e Redes Sociais

PUB
Top