Dá nega a Cristina Ferreira: Fernando Rocha recusa um milhão de euros

Fernando Rocha revelou que a TVI lhe ofereceu uma proposta que “rondaria, ao final de três anos, um milhão de euros”. Recusou porque prefere “ser feliz do que ser rico”.

11 Out 2021 | 9:50
-A +A

Fernando Rocha recebeu uma “proposta milionária” por parte da TVI, mas recusou-a porque prefere “ser feliz do que ser rico”. O humorista, que veste a pele do bombeiro Tó Quim na novela “Amor Amor” e é um dos rostos de “Domingão”, da SIC, já tinha avançado, em abril passado, que essa proposta, que foi feita por Cristina Ferreira, Diretora de Entretenimento e Ficção do canal de Queluz de Baixo, e Mário Ferreira, presidente da Media Capital, detentora da mesma estação, tinha sido “muito boa”. Conta agora que “rondaria, ao final de três anos, um milhão de euros”.

“Estou muito grato à TVI e sinto-me lisonjeado, mas sou muito grato ao Daniel [Oliveira, Diretor de Programas do canal e Diretor Geral de Entretenimento da Impresa] e não lhe posso virar as costas”, justificou Fernando Rocha, em entrevista à revista “Sexta”. “Não quero ser o homem mais rico do cemitério”, acrescentou.

Já na primavera, o humorista tinha confessado que o convite de Cristina Ferreira e de Mário Ferreira lhe “pôs a cabeça à roda” e o deixou “a pensar”. “Deixou-me abananado, mas depois pensei no ADN da SIC. Deram-me sempre trabalho e não posso cuspir no prato em que comi”, referiu. “Em 2020, quando os palcos fecharam devido à pandemia de Covid-19, o Daniel deu-me o ‘Não Há Crise’, o ‘Domingão’ e acreditou em mim para ser ator numa telenovela. Qualquer pessoa que esqueça isso e assobie para o lado é uma pessoa ssem espinha dorsal”, reforçou agora.

“Tenho as duas portas abertas”, garante Fernando Rocha

Apesar de ter negado a “proposta muito grande” da TVI, Fernando Rocha garante que tem “as duas portas abertas, tanto na SIC como na TVI”. “Isto também não é uma corrida de 100 metros, é uma maratona. Não quero ganhar tudo de uma vez só. (…) Tratei toda a gente com respeito”, justificou, em declarações à TV Guia.

“O dinheiro é importante, mas não é o mais importante. Mais importante é a felicidade”, rematou.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Reprodução Instagram

 

PUB
Top