Dânia Neto regressa ao trabalho após susto: “Já estou medicada”

Dânia Neto revelou ter apanhado um susto! ” Acordei com uma cólica renal e o meu dia desde madrugada é dores”, disse.

22 Abr 2021 | 16:40
-A +A

Dânia Neto tranquilizou os fãs após ter revelado nesta terça-feira, dia 20, que passou o dia com dores devido a uma cólica renal. Através das redes sociais, a atriz de A Serra desafabou com os seguidores e contou todos os detalhes.

Já que acordei com uma cólica renal e o meu dia desde madrugada é dores… nada como rever as fotografias do fim de semana e pensar em coisas boas!”, lê-se na legenda da publicação que colocou no Instagram. Porém, a artista já está a recuperar.

Esta quarta-feira, Dânia voltou ao ativo e revelou que já se encontra medicada. “Estou de regresso ao estúdio. Quero agradecer o vosso carinho e a vossa atenção. Foi um susto, mas já estou medicada e a seguir o tratamento adequado. Uma boa semana para todos”, informou.

Perante a partilha, os fãs deixaram mensagens de carinho a Dânia Neto: “Rápidas melhoras”, “És uma mulher forte!” e “Graças a Deus que já estás melhor”, escreveram.

De salientar que Dânia Neto interpreta atualmente o papel de Paula Neto na novela A Serra, em exibição na SIC.

Dânia Neto relata momento de pânico: “Vi carros a desfazerem-se à minha frente”

Dânia Neto esteve conversa com Joana Cruz, Rodrigo Gomes e Daniel Fontoura na rubrica “Cara Podre”, da RFM, onde relatou o grave acidente de carro que teve em 2016 e que a deixou em pânico e com “medo de morrer”. “Foi, de facto, talvez o dia em que tive mais medo na minha vida”, conta a atriz.

O aparatoso acidente aconteceu no dia 15 de agosto de 2016 no, IC19, em Lisboa, e acabou por levá-la às urgências do Hospital São Francisco Xavier. Dânia conta que o seu carro ficou imobilizado na faixa da esquerda, e sem poder fazer nada, entrou em pânico porque logo a seguir se deu um segundo acidente.

“Um momento em que tive mesmo muito medo, e foi descontrolado, entrei completamente em pânico, foi com um acidente que tive em 2016 na IC19. Bateram-me por trás na faixa da esquerda, fiquei completamente imobilizada num separador de cimento com três faixas de rodagem cheias de carros a passar a alta velocidade. E o meu acidente provocou mais não sei quantos acidentes. Porque as pessoas vêm a abrir e levam, depois de uma curva, com dois carros parados. O triângulo durou lá dois segundos até ser atropelado por um carro”, começou por contar.

Texto: Márcia Alves e Inês Neves; Fotos: Reprodução Instagram
Veja também:
Dânia Neto relata momento de pânico: “Vi carros a desfazerem-se à minha frente”

PUB
Top