Daniel Sancho só tem duas opções após assassínio do amante: morte ou prisão perpétua

Número dois diz que Daniel Sancho tem duas opções em tribunal: pena de morte ou prisão perpétua.

13 Set 2023 | 13:38
-A +A

Big Joke, o número dois da polícia tailandesa, concedeu uma polémica entrevista ao programa Vamos Ver, da Telecinco. A conversa está a dar que falar porque foram revelados novos dados sobre aquele que é conhecido como o caso Sancho. E que diz respeito ao crime cometido por Daniel Sancho, filho do ator Rodolfo Sancho, que matou e esquartejou Edwin Arrieta, um homem com quem mantinha uma relação.

Leia ainda: Filho de ator famoso arrisca pena de morte após matar e esquartejar homem

Concorrente do Big Brother entra no OnlyFans para recriar fotos de nu marcantes

“Quando fomos para aquele quarto com o Daniel, vimos que estava muito limpo. Mais ou menos arrumado, mas mandei a equipa de inspeção fazer uma verificação forense. Descobri muito sangue e manchas por todo o quarto, na casa de banho também”, explica Big Joke. “Depois de examinar o pedaço de carne, descobriu-se que era de Edwin ”, refere.

“Morreu no momento em que foi decapitado”

Depois, o polícia fala da confissão. “Daniel sucumbiu às evidências. Ele desabou e confessou que foi ele quem matou e desmembrou o corpo”, conta. Daniel disse que tudo aconteceu num espaço de três horas, algo que o agente diz ser mentira. “É impossível. Ele fez isso a noite toda. Lembre-se que ele é cozinheiro e está acostumado a cortar cadáveres e ossos ”, argumenta. Big Joke menciona ainda aquilo que a autópsia ditou. “Houve uma luta antes do desmembramento porque havia um ferimento na cabeça de Edwin. Esse golpe na cabeça não causou a morte, ele morreu no momento em que foi decapitado “, garante.

Pena de morte ou prisão perpétua

Especula-se que o julgamento de Daniel poderá ser em janeiro. Já Big Joke acredita que tudo ficará resolvido “no máximo” em 14 meses. E deixa algumas certezas. “Quando o tribunal decidir, ele terá que cumprir toda a pena na Tailândia, não importa quantos anos sejam. Cinco, dez, Tanto faz”, diz. E não se fica por aqui. “Se Daniel for a tribunal e negar todas as acusações, ele enfrentará a pena de morte. Se ele se declarar culpado, a pena será prisão perpétua. Tem duas opções, apenas duas. O futuro dele depende dele”, termina.

Texto: Bruno Seruca
Fotos: Reprodução Instagram
PUB