De regresso à SIC: Cristina Ferreira poderá voltar a Paço d’Arcos mas apenas por um dia

Cristina Ferreira está nomeada para os Globos de Ouro e pode vir a ser convidada pela SIC para marcar presença na cerimónia de entrega dos prémios, em outubro, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

15 Jul 2021 | 18:00
-A +A

Cristina Ferreira será convidada para marcar presença na gala dos Globos de Ouro da SIC, independentemente da guerra que a opõe ao canal. A confirmação foi dada à NOVA GENTE por fonte da estação de Paço de Arcos, que garante que a ideia é, como aconteceu nos anos anteriores, convidar todos os nomeados aos prémios.

Se o convite acontecer, esta poderá ser a primeira vez que a Diretora de Entretenimento e Ficção da TVI se cruza publicamente com Daniel Oliveira, com quem quebrou relações depois da sua saída repentina da SIC.

A “guerra” continua

Cristina Ferreira foi nomeada para o Globo de Ouro de Personalidade do Ano na área do Entretenimento, ao lado de Filomena Cautela (RTP), João Baião (SIC), Ljubomir Stanisic (SIC) e Vasco Palmeirim (RTP). A apresentadora, que regressou no verão do ano passado à TVI, depois de ano e meio ao serviço de canal da Impresa, continua, ainda assim, em guerra com esta estação.

Isto porque, recorde-se, a SIC pede-lhe uma indemnização de cerca de 20 milhões de euros pela rescisão unilateral do contrato. Este canal e a Diretora têm, desde então, trocado acusações mútuas e o caso está em tribunal.

Em entrevista por Manuel Luís Goucha, em março deste ano, para o programa da tarde da TVI, a apresentadora considerou o montante infundado. “Eu não fiz nada que não pudesse ter feito. Há um contrato? Há. Há alíneas nesse contrato que nos permitem, porque, se nós não tivéssemos alíneas que nos permitem sair de alguma forma, viveríamos numa escravatura”, defendeu a anfitriã de “All Together Now” e “Cristina ComVida”.

Já do lado do canal de Daniel Oliveira, a SIC garante que, ao contrário do que Cristina Ferreira alegou, a apresentadora sempre foi ouvida no âmbito do seu cargo como consultora executiva e que nunca foi equacionada a possibilidade de esta assumir um cargo de direção, revelou a revista TV 7 Dias.

Clara de Sousa sucede a Cristina Ferreira

Curiosamente, a mais recente edição dos Globos de Ouro, realizada em 2019, foi a primeira e única a ser apresentada pela agora acionista da Media Capital, que detém a TVI. Depois de, no ano passado, ter sido cancelada por causa da pandemia de covid-19, a cerimónia volta a subir ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa. Será a 3 de outubro e contará com Clara de Sousa como anfitriã.

Será a estreia de uma jornalista na condução da gala. “O Daniel Oliveira lançou-me esse desafio, ele sabe que eu gosto de desafios, e eu pedi-lhe um pouco para pensar, mas rapidamente disse que ‘sim'”, contou a pivô do “Jornal da Noite”, garantindo estar “tranquila e serena com esse papel”.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Reprodução Instagram
Leia também:
Regresso de Cristina Ferreira às manhãs torna-se no tópico mais falado da Internet

 

PUB
Top