“Dei-lhe uma estalada”: Sofia Aparício denuncia diretor por assédio sexual e conta tudo

Sofia Aparício diz ter sido alvo de assédio sexual por parte de um “diretor de um projeto de que fazia parte”. A atriz resolveu o assunto com “uma estalada” mas, se fosse hoje, teria feito queixa.

11 Mai 2021 | 21:30
-A +A

Sofia Aparício, hoje com 51 anos, alega ter sido alvo de assédio sexual por duas vezes. Em entrevista, a modelo e atriz, que atualmente pode ser vista na novela “Bem Me Quer”, da TVI, relata como tudo terá acontecido e conta que resolveu ambos os casos com recurso à violência.

“Aconteceu com um homem que tinha hierarquicamente mais poder, era diretor de um projeto de que eu fazia parte, agarrou-me pela cintura e puxou-me para ele. Dei-lhe uma estalada”, afirma, em declarações ao Expresso, prosseguindo com o segundo caso, desta feita “no estrangeiro”: “Outro homem com muito poder tentou agarrar-me, sem a minha permissão. Tinha apenas 17 anos. Levou com outro estalo.”

Sofia Aparício assume que, se as investidas sobre ela acontecessem agora, a sua postura seria outra. “Resolvi esses assuntos à estalada mas, se fosse hoje, teria denunciado, feito queixa”, garante.

 

Sofia Aparício foi alvo de assédio aos 13 anos: “Sentia-me suja e culpada”

 

Com um longo percurso de sucesso no mundo da moda, passando, mais tarde, para o universo da representação, a Madalena da novela “Bem Me Quer” recorda ainda o assédio que sofreu no início da adolescência. Tinha, na altura, apenas 13 anos. “Por diversas vezes, no metro, à hora de ponta, alguns homens apalparam-me até ao infinito”, conta, lamentando que “não sabia lidar” com as situações, que a faziam sentir-se “suja e culpada”.

Aliás, Sofia Aparício afirma mesmo que “qualquer mulher nesta sociedade machista, seja alta, magra, gorda, feia, bonita, já passou por uma situação de assédio”. “Porque ainda há um sentimento e sensação de domínio sobre todas nós. Um homem em situação de poder, capaz de assediar, fá-lo numa fábrica, num escritório de advogados, em qualquer lado. Tem de acabar esta sensação de impunidade e de poder destes agressores”, defende.

 

Débora Monteiro também diz ter sido alvo de assédio sexual

 

Também em entrevista ao mesmo semanário, a colega de profissão Débora Monteiro alega ter sido vítima do mesmo crime. No seu caso, a atriz afirma que um superior hierárquico fez investidas sobre ela e que, com as negas dadas, passou a ser alvo de humilhação nos bastidores de uma produção televisiva. A sua história era, alegadamente, do conhecimento de outros, que nada fizeram para travar o sucedido.

Saiba tudo sobre o caso de assédio sexual denunciado por Débora Monteiro aqui.

Nos últimos meses, várias figuras públicas vieram alegar ter sido vítimas de assédio sexual. As denúncias começaram a multiplicar-se depois de Sofia Arruda ter contado o seu caso a Daniel Oliveira, no programa da SIC “Alta Definição”. Desde então, Barbara GuevaraCarolina Deslandes e Catarina Furtado, entre outras mulheres, falaram abertamente sobre os seus casos.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: Arquivo Impala, Divulgação TVI e reprodução redes sociais

PUB
Top