“Deixei que a insegurança tomasse conta de mim”: Lara Afonso faz revelações aos fãs

Lara Afonso usou as redes sociais para falar sobre a falta de confiança que sentiu durante toda a vida. A apresentadora fez um longo desabafo nas redes sociais.

04 Mai 2021 | 12:30
-A +A

Lara Afonso fez um longo desabafo nas redes sociais sobre “confiança”. A apresentadora de televisão surpreendeu com algumas revelações sobre a sua vida e lançou vários conselhos aos seguidores.

“Sempre fui uma ‘nhónhó’. Daquelas que na vez de enaltecer os seus feitos, se encolhia e esperava que o fizessem por mim”, revela.

“Foi preciso chegar aos 40, vá, 40 +1 (ahahahh), para fazer um CV [curriculum vitae] e perceber que já fiz tanta coisa e, bolas pá, não é só tanta coisa! É tanta coisa bem feita! Tanta coisa com brio, qualidade e profissionalismo! E no meio de tanta coisa que fiz, falhei na única coisa que não deveria falhar! A minha confiança”, continua.

Lara confessa que se deixou “para trás”. “Resumi todo um trabalho a uma postura de quem parece não ter feito assim nada de especial! Sabem aquele ar de… ‘ah, sim, mais ou menos’… E a culpa é de quem? Minha!”

A apresentadora garante que pisou “no botão da confiança”. “Desliguei-o e deixei que a insegurança tomasse conta de mim”, realça.

“O medo de falhar superou a vontade de fazer mais”

Lara Afonso confessa que “há uns meses” aceitou fazer parte de um projeto “onde iria fazer algo com o qual ainda não estava totalmente familiarizada”.

Desta forma, acusou a pressão. “Assumo! Entre inseguranças, filhas pequenas, teletrabalho, depois de um ano e meio à procura, fora da minha zona de conforto, a coisa não resultou! A minha fragilidade era tão grande, que o medo de falhar superou a vontade de fazer mais! Também não ajudou a pressão desnecessária a que me sujeitaram, mas a verdade, é que eu, euzinha, estava um caco! Uma sombra da pessoa que eu sou!!! E finalmente comecei a perceber isso!!!”, conta.

“Ninguém é mais ou melhor do que ninguém”

Apesar de assumir que ainda está “frágil”, a mulher de Paulo Fernandes garante que a confiança está presente, “uns dias mais que outros, mas está”. “Liguei o botão e não vou permitir que seja desligado de novo. E isto é válido para tudo”, diz.

“Confiarmos em nós! No que somos capazes de fazer! No que sabemos fazer, sem medo de o dizer! Seja a quem for! Ninguém é mais ou melhor do que ninguém. E isto é válido para nós também! Não é só uma frase feita”, realça.

“Olhar em frente, levantar a cabeça e dizer que sim, eu sou capaz!!! E se der medo, então ainda melhor”, finaliza.

Texto: Andreia Costinha de Miranda; Fotos: Reprodução Instagram

Leia também:
“Sim, ficava triste com o Dia da Mãe”: Lara Afonso relembra luta contra a infertilidade

 

PUB
Top