Depois de POLÉMICA com a mãe, Malato RECORDA progenitores!

José Carlos Malato revelou que a mãe tinha sido «proibida de privar» com ele. Semanas depois, o apresentador recorda os progenitores.

05 Nov 2018 | 12:20
-A +A

Depois de no passado dia 11 de outubro, José Carlos Malato ter revelado que era «órfão de pai e mãe», apesar de a mãe ainda estar viva, o apresentador voltou a fazer uma partilha relacionada com os progenitores.

«Fariam 55 anos de casados. Eu já lá estava naquela barriguinha, debaixo do vestido verde. Nenhum de nós sabia o que nos reservava a vida. Agora já sabemos. Mais ou menos», pode ler-se na legenda da fotografia partilhada esta segunda-feira, 5 de novembro.

Leia mais: DEPRIMIDO, José Carlos Malato DESABAFA: «Não gosto nada do presente»

«A minha mãe foi proibida de privar comigo»

Depois de ter perdido o pai em maio, Malato publicou um longo texto no Instagram, onde afirma que a mãe se afastou e deixou de privar com ele.

«Perdi o meu pai há 5 meses, em circunstâncias trágicas. Como se não bastasse, temo ter perdido também a minha mãe, neste tempo que passou. Sou desassociado há mais de 30 anos das Testemunhas de Jeová e, por essa razão, a minha mãe foi proibida/proibiu-se (?) de privar comigo e com a minha irmã, vir a nossa casa, tirar fotografias, andar connosco na rua. Porque somos desassociados desta organização fundamentalista e radical e, eu, porque sou gay», começou por escrever na legenda da fotografia onde surge, sorridente, ao lado da mãe.

«Na qualidade de órfão de pai e mãe, estou disponível para adopção! Quem precisar do carinho de um filho amoroso, exemplar, com as minhas características, candidate-se! Como diz Tom Veloso ‘todo o homem, precisa de uma mãe!’», terminou Malato.

Veja também: José Carlos Malato JÁ TEM SUBSTITUTA e é bem conhecida!

Pecado grave» leva a desassociação

Será uma Testemunha de Jeová proibida de se relacionar com pessoas desassociadas (expulsas)?

Entrámos em contacto com a Associação das Testemunhas de Jeová, em Portugal, que nos pediu que colocássemos as questões, que pretendíamos ver respondidas, por email. Posto isto, as respostas que recebemos basearam-se apenas nos vários artigos presentes no site da associação.

Segundo informações presentes no site das Testemunhas de Jeová, esta questão não se coloca. Na verdade, o que acontece é que, quem seja Testemunha de Jeová e cometa um «pecado grave», sem se arrepender, é «desassociada ou evitada».

Quem pretender manter contacto com uma pessoa desassociada está assim a «participar nas suas obras más»«A Bíblia diz: «Parem de ter convivência com qualquer um que se chame irmão, mas que pratique imoralidade sexual, ou que seja ganancioso, idólatra, injuriador, beberrão ou extorsor; nem sequer comam com tal homem.» (1 Coríntios 5:11), pode ler-se.

«Não o recebam na sua casa, nem o cumprimentem. Pois quem o cumprimenta participa das suas obras más.» (2 João 9-11)

Leia a entrevista completa aqui.

Fotos: Arquivo Impala e Redes Sociais

PUB
Top