“Depressão galopante”: Viúva de Pedro Lima confirma suicídio um ano após a tragédia

A viúva de Pedro Lima, Anna Westerlund, foi entrevistada por Manuel Luís Goucha para o programa das tardes da TVI. Durante a conversa, confirmou o que já se suspeitava: o ator “morreu de suicídio”.

14 Set 2021 | 19:04
-A +A

Pedro Lima morreu há um ano e a viúva, Anna Westerlund, concedeu a Manuel Luís Goucha a primeira entrevista desde a tragédia, emitida pela TVI na emissão desta terça-feira, 14 de setembro, do programa “Goucha”. Numa conversa “em carne viva”, a ceramista confirmou que o artista cometeu suicídio devido a uma “violenta depressão”, um facto falado mas não oficialmente dito, embora a causa da morte tenha sido o afogamento.

“Eu acho que ele morreu de suicídio, no sentido em que ele estava doente”, confessou a mulher de Pedro Lima. “Quando falamos da depressão e do suicídio, dizemos que a pessoa se suicidou. Eu acho que as palavras têm muita força. Digo que o Pedro morreu de suicídio porque o suicídio é uma consequência de uma doença mental”, acrescentou Anna Westerlund.

E continuou: “Acho que ninguém escolhe ficar deprimido. (…) O Pedro tinha gavetas com demónios lá dentro, como todos temos, e criou-se a tempestade perfeita”.

A par da profunda depressão que assombrava Pedro Lima, o isolamento provocado pela pandemia da COVID-19 agravou ainda mais o estado de alma do ator. “O isolamento a que todos estivemos sujeitos mexeu muito com ele, entre outros episódios. Ele entrou numa depressão galopante, de uma forma violenta e rápida”, disse a ceramista, caraterizando o marido como um “homem feliz, mas com coisas complexas do passado, com inseguranças”.

No decorrer da conversa, Anna Westerlund revelou ainda que o galã das novelas da TVI estava a ser acompanhada por um psicólogo, mas que o tratamento escolhido não estava a ter o efeito desejado. “Quando o Pedro procurou ajuda, sabia que não estava bem”, confessou. Porém, “acho que a medicação piorou o cenário”.

 

Mulher de Pedro Lima confrontou ator com hipótese de suicídio

 

Antes da morte de Pedro Lima, a ceramista, que se apercebia do pesado estado de espírito do companheiro, confrontou-o sobre a possibilidade de este poder vir a cometer suicídio.

“Eu e o Pedro falámos disso dias antes e eu perguntei-lhe se [o suicídio] lhe passava pela cabeça. Ele respondeu-me, olhos nos olhos, que não. Eu acreditei. O Pedro não era um mentiroso. Mas a verdade é que o amor não salva tudo”, confidenciou a viúva do ator.

 

Anna Westerlund leu votos de casamento no funeral de Pedro Lima

 

Pedro Lima e Anna Westerlund iam casar-se no decorrer de 2021, no mesmo ano que o ator iria completar 50 anos. Sem conseguir realizar este desejo, a ceramista aproveitou as cerimónias fúnebres para lhe dedicar os seus votos de casamento.

“Na cerimónia, eu escrevi os meus votos de casamento e sinto que os li para ele. No dia a seguir, eu fazia anos. Uma amiga minha de infância disse-me logo que ia levar-me um bolo”. Apesar de não o querer receber, o bolo dizia “casamento” em sueco. “Pode ser uma coincidência. Eu senti que o Pedro ouviu os meus votos e que a nossa ligação se mantinha”, rematou.

Durante a entrevista, Manuel Luís Goucha não conteve a emoção e ficou lavado em lágrimas.

Pedro Lima foi encontrado morto, na praia do Abano, em Cascais, no dia 20 de junho do ano passado. O ator deixou cinco filhos: João Francisco, de 21 anos, Emma, de 15, Mia, de 12, Max, de nove, e Clara, de três.

 

Texto: Carolina Sousa; Fotos: reprodução redes sociais TVI

PUB
Top