Diana Chaves e o FUTURO de César Peixoto: «O que é hoje já não é amanhã»

Diana Chaves e o companheiro, César Peixoto, andam com as agendas desencontradas. Ela está a gravar Golpe de Sorte a todo o gás ele está de férias. A atriz explica como gere o tempo e a distância.

29 Mai 2019 | 16:56
-A +A

Nas próximas semanas, Diana Chaves vai estar a gravar a todo o gás a série da SIC Golpe de Sorte, que estreou esta segunda-feira, 27 de maio. Entretanto, o companheiro da atriz, César Peixoto, estará numa merecida pausa para férias depois de, ao estrear-se como treinador, ter garantido a manutenção do Varzim na II Liga.

Na festa de apresentação da nova série da SIC, Golpe de Sorte, a atriz de 37 anos falou sobre essa primeira conquista de César Peixoto como técnico. «Foi perfeito. Era o objetivo, era difícil, mas a primeira experiência foi incrível», afirma, orgulhosa, a apresentadora e atriz.

Esta nova etapa profissional de César Peixoto tem-no obrigado a dividir o dia a dia entre o norte do país e Lisboa, onde está Diana e a filha, Pilar, de sete anos. No que toca ao futuro da família, Diana Chaves confessa que «não está nada planeado». Descontraída, a atriz confirma, entre risos, «logo se vê».

 

View this post on Instagram

 

He’s back!!! ?? @25cesarpeixoto

A post shared by Diana Chaves (@dichavesofficial) on

«No meu mundo as coisas já não são muito certas, no futebol então… O que é hoje já não é amanhã. Vamos esperar para ver», conta.

«Esta fase da SIC é contagiante»

Diana Chaves está muito entusiasmada com o novo desafio que a SIC lhe deu na série Golpe de Sorte. A atriz da vida a Leonor Alves Craveiro, uma ginecologista obstetra, de 32 anos, que é «determinada, lutadora e apaixonada».

«Esta personagem é muito diferente daquilo que tenha feito. E esta fase da SIC é contagiante, estão todos felizes e somos tão bem tratados. Há um cuidado com os projetos e com as pessoas… E quando as pessoas são bem tratadas as pessoas dão o seu melhor. Acho que esse é o segredo de todas as grandes empresas», elogia.

Veja o vídeo

A atriz considera que é «uma honra» trabalhar ao lado de nomes como Maria João Abreu, Manuela Maria e Vítor Norte.  «O núcleo é realmente muito experiente e tem nomes que nós, atores, ficamos embevecidos. Acho que as pessoas vão gostar tanto. Ficamos a ser aquelas cenas e pensamos: ‘Uau, que privilégio estar aqui’. É uma honra.»

Questionada sobre as gravações da série o início da segunda edição de Casados à Primeira Vista, Diana Chaves refere que «à partida não coincidem».

Em relação ao formato, a apresentadora considera que a expectativa está em alta devido ao sucesso da primeira edição. «Foi tão giro e tão bom, vamos ver quem é que vai agora. Acho que a expectativa maior é em relação aos participantes.»

 

Veja mais:
Diana Chaves muda de visual
Estreia de Golpe de Sorte vista por 1,36 milhões

 

Texto: Mariana de Almeida com Raquel Costa; Fotos: Impala e reprodução Instagram

PUB
Top