Diana Monteiro REVELA: «aos 15 anos desenvolvi ansiedade crónica»

Diana Monteiro recordou um dos momentos mais trágicos da sua vida ao relembrar a época em que sofria de bullying. A digital influencer é atualmente um ícone de sensualidade.

06 Nov 2018 | 20:00
-A +A

Diana Monteiro é admirada pela sua beleza e forma física, mas nem sempre foi assim. Esta segunda-feira, 5 de novembro, a ex-moranguita partilhou um longo desabafo onde recordou a época em que foi alvo de bullying.

«’Diana é impossível teres sofrido de bullying’ foi isto que ouvi durante a minha vida adulta inteira. Mas sofri! Fazia tudo para passar despercebida e aguentar mais um dia sem ter os grupos de miúdas atrás de mim a gozar comigo da maneira mais cruel que possam imaginar. A minha ansiedade apareceu aos 10 anos e até aos 15 desenvolvi ansiedade crónica e ataques de pânico», começa por escrever.

Leia mais: Diana Monteiro fala sobre país que a limitou, «atormentou e fez parar a meio do caminho»

A ex-moranguita revela que tentou esconder dos pais esse momento difícil, revelando que só queria sentir-se integrada.

«Tinha uma cara feia»

«Durante esses 5 anos acordava com palpitações antes de ir para a escola e o coração disparava só de pensar que tinha de ir. Os meus pais não perceberam nada, eu não falava, e faltei as vezes que consegui ate eles serem alertados pela escola que eu não ia. Tinha uma cara “ feia” diziam as outras raparigas», recorda.

Veja ainda: Aos 35 anos, Diana Monteiro está cada vez mais sensual e ARRASA de biquíni

Apesar desta fase marcante da sua vida, Diana acaba por afirma que apenas a tornou mais forte.

«Graças ao bullying tornei-me forte e resiliente. O maior problema disto tudo é que o BULLYING destrói, nem toda a gente consegue e deixa sequelas graves, as minhas mazelas estão aqui, eu ainda tenho os meus fantasmas», termina.

View this post on Instagram

“Diana é impossível teres sofrido de bullying “ foi isto que ouvi durante a minha vida adulta inteira. Mas sofri e lembro-me muito bem! A minha adolescência podia ter sido maravilhosa mas não foi, eu fazia tudo para passar despercebida e aguentar mais um dia sem ter os grupos de miúdas atrás de mim a gozar comigo da maneira mais cruel que possam imaginar , a minha ansiedade apareceu aos 10 anos e até aos 15 desenvolvi ansiedade crônica e ataques de pânico. Durante esses 5 anos acordava com palpitações antes de ir para a escola e o coração disparava só de pensar que tinha de ir, não conseguia perceber porque não me conseguia inserir. Os meus pais não perceberam nada, eu não falava, e faltei as vezes que consegui ate eles serem alertados pela escola que eu não ia. Nunca tratei mal ninguém, era uma miúda calada que sonhava muito e que tinha uma cara “ feia” segundo diziam as outras raparigas! Era uma miúda que só queria ter amigas, falar de rapazes, ir ao cinema e viver a adolescência, mas não consegui! Porque não me deixaram! Mas graças ao bullying tornei-me forte e resiliente , O maior problema disto tudo é que o BULLYING destrói, nem toda a gente consegue e deixa sequelas graves, as minhas mazelas estão aqui, eu ainda tenho os meus fantasmas, mas GUESS what? I made it! E o melhor ainda está para vir ♡

A post shared by ᴅıʌɴʌ ʍoɴᴛᴇıʀᴏ (@dianamonteiro_oficial) on

Fotos: Arquivo Impala e Redes Sociais

PUB
Top