Diogo Amaral CONCRETIZA DESEJO: «Foram três dias muito especiais»

À espera do segundo filho, Diogo Amaral decidiu aproveitar uns dias a sós com o pequeno Mateus. O ator viajou até à Disneyland Paris com o menino de quatro anos.

10 Fev 2019 | 19:50
-A +A

Depois de Vera Kolodzig ter levado o filho de férias à Tailândia, foi a vez de Diogo Amaral viajar com o menino de quatro anos. Com o segundo filho a caminho, o ator decidiu levar Mateus à Disneyland Paris e no fim da viagem afirma ter sido inesquecível.

«Já andava com vontade de fazer uma viagem sozinho com este puto há algum tempo. Como o irmão está a chegar, achei que era o momento», começa por contar.

Leia mais: Jessica Athayde sobre Diogo Amaral: «achava que era MUITO GIRO…e ARROGANTE»

 

«A madrasta [Jessica Athayde] deu a ideia da Disney e eu achei que era perfeito. Foram três dias muito especiais, de quilómetros com o Mateus às cavalitas e a correr de um lado para o outro. Agora preciso de uns dias de férias para recuperar. Provavelmente o Mateus nunca se vai lembrar, mas de certeza que eu nunca me vou esquecer!!», acrescentou.

Mateus é fruto da relação de Diogo Amaral com Vera Kolodzig. Agora, numa relação com Jessica Athayde, o ator está à espera do segundo filho.

Percorra a galeria e veja as imagens desta viagem entre pai e filho!

 

O sexo do segundo filho

Após ter passado um período de férias no continente asiático, a atriz revelou finalmente o sexo do bebé que carrega no ventre. «Vou ter um rapaz!», revela em declarações à revista Lux.

Embora tivesse o sonho de ter uma menina, Jessica confessa que já se começa a habituar à ideia de ir partilhar a casa só com homens.

Espreite: Diogo Amaral é chamado de «BIMBO» e «AZEITEIRO». Saiba porquê!

 

«Sempre quis uma rapariga, e o Diogo também gostava, uma vez que já tem o Mateus. Estávamos muito convencidos de que seria uma rapariga porque passei tão mal o primeiro trimestre que dizem que as raparigas é que provocam esse mal-estar! O Diogo tinha a certeza de que era uma rapariga, mas estávamos enganados. Não vou mentir, demorei alguns dias a habituar-me à ideia de viver numa casa só com homens, mas agora já começo a ficar entusiasmada por ter um rapaz. Dizem que são mais ligados às mães», conta.

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais; Fotos: Instagram

 

PUB
Top