Diogo Carmona sem prótese devido a dívidas ao Estado

Diogo Carmona confessou a Júlia Pinheiro, na primeira entrevista dada em televisão, esta sexta-feira, 7 de fevereiro, tudo sobre as dívidas que o impedem de ter uma prótese.

07 Fev 2020 | 19:50
-A +A

Diogo Carmona deu esta sexta-feira, 7 de fevereiro, a primeira entrevista em televisão depois do acidente que originou a amputação do pé esquerdo. O ator, de 22 anos, falou com Júlia Pinheiro sobre os problemas pessoais e judiciais que atravessa com a progenitora, Patrícia Carmona, e dos problemas que está a ter em adquirir uma prótese, devido a dívidas ao Estado.

Assumindo-se «feliz» perto da família paterna e a recuperar «bem», Diogo Carmona está, neste momento, à espera de uma prótese. Tal ainda não aconteceu porque, segundo o ator, «existem problemas a nível das finanças» que envolvem o seu nome.

«A situação está complicada porque existem problemas a nível das finanças comigo que eu não fiz, que não tenho mão sobre eles», revela, para a seguir dizer: «Isso está a ser o entrave para a prótese porque há-de ser comparticipada pelo Estado e eu tenho uma dívida às finanças, que não fui eu que fiz.»

São várias as dívidas que impedem o ator de conseguir ter uma prótese que o auxilie na locomoção. Desde «multas» a «um carro» que o ator tem em seu nome mas que nunca teve em sua posse.

Entretanto, na emissão em direto, Júlia Pinheiro acabou por revelar que «a prótese já está a ser feita de propósito para ele».

 

 

«Não quero estar com o meu filho em tribunal»

 

Diogo e Patrícia Carmona encontraram-se esta semana em tribunal, resultado do caso de agressão de que a progenitora acusa o ator. Na entrevista dada à apresentadora da SIC, o ator revelou não ter qualquer contacto com a mãe, uma vez que está proibido judicialmente de o fazer.

«Existe uma ordem de afastamento, da parte do tribunal, de que eu não posso aproximar-me da minha mãe. Nós não falamos. Não temos relação nenhuma. Depois do meu acidente a minha mãe foi-me visitar ao hospital mas já não existe uma relação. Acho que, se calhar, nunca houve. É o problema», contou o jovem.

Perante tais afirmações do filho, Patrícia – que entrou em direto no programa da SIC – defendeu-se das acusações feitas e confessou amar «incondicionalmente» Diogo.

«O que eu quero é abraçá-lo, como sempre quis. Eu não estou com ele porque não me deixam. Ele não pode estar comigo, se ele quer é diferente», afirmou.

Patrícia falou ainda na visita que fez ao filho quando este estava internado, após o acidente, dizendo: «Os nossos silêncios eram de amor. E ele sabe o amor que eu lhe tenho e que nunca vou deixar de ter. E estou onde eu puder estar por ele, sempre, incondicionalmente.»

 

«Estou a reaprender a amar»

 

O jovem ator está, neste momento, a viver com os avós paternos e muito lhes agradece por toda a ajuda e carinho que têm tido para com ele. Diogo sente que, neste nova fase da sua vida, está a «reaprender a amar».

«São as pessoas que eu amo. Sinto que estou a reaprender a amar. Tenho 22 anos, sinto que as vezes ainda sou um bocado puto, mas estou a reaprender a amar e isso é fundamental», confidenciou.

Texto: Marisa Simões; Fotos: DR
Leia ainda:
Amigo de Diogo Carmona acusa: «Ele saiu da televisão por causa da mãe»
Diogo Carmona acusa a mãe de lhe ter roubado 200 mil euros

PUB
Top