Diogo Martins recorda a mãe: “Os dias são poucos para te agradecer pela mãe que foste”

O ator publicou uma fotografia da mãe em pequena e foram muitas as mensagens de apoio e carinho por parte de fãs e amigos.

09 Nov 2020 | 21:00
-A +A

Diogo Martins usou as redes sociais para relembrar aquele que será sempre o seu grande amor: a mãe. A progenitora do ator morreu em dezembro de 2018 e esta segunda-feira, dia 9 de novembro, celebraria mais um aniversário.

1959. Neste dia nascias tu… com a plena certeza que vieste para mudar o sítio onde estamos com a tua determinação e frontalidade. Verdade era a tua imagem e sou tudo isso graças a ti, meu amor. Todos os dias são poucos para te agradecer pela mãe que foste”, escreveu.

E acrescentou com um verso de uma letra de Carolina Deslandes. “‘(…)Até um dia, amor, adeus, até ao dia em que nos teus braços falte eu’ (…) Parabéns! Amo-te”, continuou.

Nessa partilha, Diogo publicou uma fotografia da mãe em pequena e foram muitas as mensagens de apoio e carinho por parte de fãs e amigos.

Veja a imagem na nossa galeria.

“Este foi o último dia que me viste num palco”

Uma semana depois da mãe morrer, Diogo Martins quebrou o silêncio e partilhou uma fotografia com toda a família.

Na fotografia surge o irmão e o pai do ator junto da mãe, Luísa, na última vez em que a progenitora foi ver um espetáculo de Diogo.

“A matéria da minha essência é esta. Sou feito deles. Um pouco de cada um faz de mim aquilo que sou. Desde que nasci que somos 4 e seremos sempre, nem fazia sentido de outra forma”, começou por escrever.

“Este foi o último dia que me viste num palco e o orgulho que tinhas era tão grande que nem cabia no peit.. Agora sou eu que me encarrego de te levar no meu peito para com orgulho te mostrar como fui bem ensinado por ti e para mostrar a quem me conhece a Mulher que me fez Homem”, afirmou.

O ator terminou o texto ao revelar que a saudade que sente da mãe é eterna. “Sei que o tempo é aliado do saber aceitar, mas traz a saudade… E essa vai ser sempre maior até ao último dia da vida do mano, do pai e da minha. Amo-te, Mãe” terminou.

Texto: Andreia Costinha de Miranda; Fotos: Reprodução Instagram
Leia também:
Diogo Martins sobre MORTE DA MÃE: «os dias em casa SÃO MASSACRANTES»

PUB
Top