Dívida de milhares: Angel de “Agricultores” enganada por ex-namorado

Antigo companheiro da ex-candidata de João Neves deixou-lhe várias contas por pagar, ao ponto de lhe terem cortado a eletricidade. Atualmente viu-se obrigada a trabalhar nas limpezas.

22 Mai 2022 | 11:10
-A +A

Angel Magalhães, ex-candidata de João Neves, da primeira temporada do programa Quem Quer Namorar com o Agricultor, da SIC, está revoltada. Tudo porque foi enganada pelo namorado que, sem dar cavaco, fugiu e deixou-a com uma dívida que ultrapassa os dois mil euros.

Foi em abril do ano passado que os dois se conheceram e em junho já estavam a morar juntos. Contudo, a 9 de novembro o homem desapareceu sem deixar rasto, apesar de manter o seu telemóvel sempre ligado. “Havia coisas para pagar, o dinheiro dele ia para outras coisas, ele viu que não conseguia dar a volta por cima e fingiu que estava maluco, que tinha tido um surto psicótico e fugiu”, conta, em exclusivo à TV 7 Dias. Segundo Angel, “Deixou dívidas de dois mil e tal euros. Foram as rendas, a eletricidade, a MEO, a água, foi tudo. Só de eletricidade foram €407, tanto que vieram cortar em dezembro. O que comecei a achar esquisito foi quando vieram cortar a MEO. Na altura, disseram-me que tinha uma carrada de mensalidades para pagar. Quando descobri isso da MEO ainda ele estava aqui. Ele disse que tinha pago tudo, mas estava sempre a mentir”, lamenta.

Ao aperceber-se de que algo estava errado com os pagamentos, até porque recebeu umas mensagens de outras “ex” do companheiro a denunciar o mesmo tipo de comportamento, a ex-candidata de João Neves sentiu necessidade de encontrar um emprego que lhe desse maior estabilidade financeira. “Umas semanas antes de ele fugir eu já tinha começado a trabalhar numa empresa de limpeza pois já estava a pressentir qualquer coisa, para além da fisioterapia que eu fazia, mas era escassa pois perdi muitos utentes com o COVID-19. Eu comecei a trabalhar a 18 de outubro e ele fugiu a 9 de novembro”, recorda.

Apesar das várias tentativas de contacto, Angel só voltou a reencontrá-lo já este ano. “Ele ainda teve a audácia de me pedir dinheiro porque, como estava a dormir na rua, houve um amigo que lhe emprestou o carro a troco de um valor por mês. Mas como ele não pagava o carro o rapaz quis tirar recuperá-lo. Então veio pedir-me dinheiro”, afirma.

Ao aperceber-se que, através da conversa, nunca iria recuperar o montante em dívida, Angel decidiu apresentar queixa na GNR e no Ministério Público em fevereiro e garante: “Ele não vai ficar impune. Ele tem de me devolver o dinheiro e mudar os contratos da eletricidade e os outros para meu nome. No domingo fui lá confrontá-lo para ele me dar o dinheiro e ele ainda me disse para esperar sentada. Tenho uma grande revolta dentro de mim. Pensava que era uma pessoa de confiança e espatifei-me por completo”.

Textos: Carla Ventura (carla.ventura@impala.pt); Fotos: D.R., Divulgação SIC e Reprodução SIC (artigo originalmente publicado na edição nº 1835  da TV 7 Dias)

PUB