Dona do Correio da Manhã já pode comprar a TVI

Dona do Correio da Manhã, a Cofina já pode avançar para a compra da TVI, num negócio que passou a ser feito em regime de exclusividade.

07 Set 2019 | 14:50
-A +A

A dona do Correio da Manhã, a Cofina, já pode avançar para a compra da TVI. A notícia foi avançada pelo jornal Sol, que diz ainda que, concluído este processo e já com tudo firmado, poderão haver despedimentos.

Segundo aquela publicação, Judite Sousa, diretora-adjunta de informação do canal, José Alberto Carvalho, diretor do Comité Editorial do Grupo Media Capital, empresa proprietária da TVI, e ainda Joaquim Sousa Martins, coordenador da TVI 24, poderão estar de saída.

É ainda avançado que a TVI 24 «é para fechar», que o programa de José Moniz chegou ao fim e que o presidente da Cofina, Paulo Fernandes «manteve reuniões informais» com o primeiro-ministro, António Costa, com a concorrência e com a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) «antes de confirmar o negócio».

 

CMVM levanta suspensão

 

Em meados de agosto, a Cofina confirmou estar a negociar, em «regime de exclusividade», com a Prisa a compra do canal de Queluz de Baixo, depois da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), ter suspendido a negociação das ações da Cofina e da dona da TVI enquanto esperava pela “divulgação de informação relevante ao mercado».

No dia 16 de agosto, a CMVM levantou a suspensão da negociação das ações da Cofina e do grupo Media Capital. «O Conselho de Administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deliberou […] o levantamento da suspensão da negociação das ações do Grupo Media Capital, SGPS SA e das ações da Cofina — SGPS, SA, na sequência da divulgação de informação relevante”, lê-se num comunicado publicado na página da internet da CMVM.

Veja também:
Dona do Correio da Manhã assina acordo para negociar compra da TVI
Dona da TVI a um passo de FECHAR ACORDO para VENDA DO CANAL!

 

Texto: Redação Conteúdos WIN | Fotos: Arquivo Impala

PUB
Top