Drama em Quer o Destino: João foge da herdade e torna-se sem abrigo

O mais novo dos Santa Cruz não consegue abandonar o vício da droga. Sai de casa e vai para Lisboa, onde sobrevive a assaltar pessoas e a dormir num banco de jardim.

04 Jul 2020 | 21:00
-A +A

Intensos, assim vão ser os próximos desenvolvimentos da novela Quer o Destino, na TVI. De todos os irmãos, João (Isaac Alfaiate) é o que lida pior com o crime que cometeram no passado: a violação de Margarida (Sara Barradas), com apenas 14 anos. Por diversas vezes, a droga é o seu refúgio para lidar com o sentimento de culpa e, mesmo depois de ter estado novamente internado numa clínica de desintoxicação, não resiste ao vício.

De dia para dia, a sua situação agrava-se e ele acaba por desaparecer da herdade. Algum tempo depois, em Lisboa, Rita (Maya Booth) está a chegar a casa de carro e um sem-abrigo aproxima-se dela a pedir moedas. A engenheira pega na carteira e, ao dar-lhe dinheiro, fica pasma ao ver que é João.

«A tua família sabe que estás aqui?», pergunta, chocada. Envergonhado, ele não consegue olhá-la nos olhos e diz que já não tem família. Começa a afastar-se, mas detém-se e volta atrás. «Não digas a ninguém que me viste aqui, ok? Não tens mais dinheiro? Aceito uma nota, se tiveres…», pede. Rita diz-lhe que não e ele vai-se embora.

«Não me vires as costas, por favor!»

No dia seguinte, João vai bater à porta da ex-cunhada. «Desculpa estar a chatear, mas tenho fome…tens algum dinheiro que me possas emprestar?» , questiona. Rita diz que tem comida em casa e dá-lhe uma nota de 20 euros. «Como é que chegaste a esse ponto? Há quanto tempo é que estás assim?», pergunta-lhe, incrédula.

João assume: «Nem sei… perdi a noção…». O Santa Cruz implora novamente que não conte à família dele que o viu. Rita quer ajudá-lo e o mais novo dos irmãos revela: «Arrumo carros… Às vezes, estou à porta do supermercado para carregar as compras das pessoas… Durmo por aí, num prédio abandonado, num banco de jardim ou numa arcada… É onde consigo.»

A engenheira pergunta-lhe se quer tomar banho e ele diz que prefere comer. Pouco depois, ela vai buscar-lhe uma sandes para ele levar e apanha-o a guardar anéis dela no bolso. «Uma coisa é eu ajudar-te, outra é vires a minha casa para me roubar. O mais certo é nem teres fome nenhuma…», afirma, desiludida.

João pede-lhe desculpa e alega: «Isto é o vício… um gajo faz o que é preciso. Estou a tentar atinar-me, juro que estou, mas às vezes faço asneira…Não me vires as costas, por favor. Eu não tenho mais ninguém.»

Rita manda-o embora e ele garante: «Eu juro que não volta a acontecer». Contudo, ela frisa que é difícil confiar num mentiroso. «Não voltes se for para me enganares. Já tive a minha dose de mentiras na vida». afirma ela. João sai cabisbaixo, e já na rua, ao cruzar-se com uma velhota, rouba-lhe a mala.

 

Leia mais:
Imagens chocantes em Quer o Destino: Vitória é raptada e torturada por Mateus
Mais crimes em Quer o Destino: Mateus volta a matar com a ajuda de Isabela
Eles vão ‘babar-se’ por ela! Atriz reforça Quer o Destino para encarnar professora sexy
Texto: Neuza Silva; Fotos: Divulgação TVI

PUB
Top