É fã do Natal? Então tem de ver pelo menos um destes 15 filmes

Filmes de Natal? Há para todos os gostos e nós elaborámos uma lista para os amantes desta quadra festiva. Tem ideia de que longas-metragens fazem parte do nosso rol?

24 Dez 2020 | 11:20
-A +A

Muito provavelmente já está a pensar no “Sozinho em Casa”. Sim, obviamente que é um clássico do Natal e faz parte da nossa lista, mas há outros tantos filmes para ver enquanto se comem bolachas de gengibre e chá. Dos clássicos às comédias, há filmes para todos, e para todos os gostos.

 

“O Amor Acontece”

O amor. Sempre o amor. O amor impossível, o amor entre pai e filho, o amor não correspondido, o amor adolescente, o amor doloroso, o amor incondicional. Dez histórias onde o amor é mais importante que uma prenda de Natal bem embrulhada. Este é o filme que não pode faltar no seu Natal. Aliás, não há Natal sem este filme. E pode sempre rever a Lúcia Moniz e beijar o Colin Firth.

 

 

“Um conto de Natal”

Numa família já marcada pela dor e mágoa, a única prenda que a matriarca quer (e precisa), é um transplante de medula óssea. Com leucemia, pergunta aos filhos e netos quem está disposto a sacrificar-se.

 

“A Very Murray Christmas”

O espírito natalício em Nova Iorque não fica completo sem um grande nevão. Mas quando há um programa de TV para gravar e os convidados não conseguem chegar, as coisas começam a não correr bem para Bill Murray.

 

 

“Arthur Christmas”

Este é para ver com as crianças. E tem pai Natal à mistura. E um herói. Que não é o pai Natal mas sim o filho mais novo deste. Prendas esquecidas correm o risco de não ser entregues a tempo da manhã de Natal, as Arthur resolve.

 

“Bad Santa – O Anti-Pai Natal”

Todos temos uma tradição de Natal. Neste filme, a tradição é roubar um cofre. Mas há uma criança que vai trocar as voltas a estes ladrões.

 

“Eduardo Mãos de Tesoura”

Uma morte prematura deixa Edward, um homem artificial mas de carne e osso, inacabado. Com mãos de tesoura, vive sozinho numa mansão em ruínas mas Peg, uma vendedora de cosméticos, passa na mansão na esperança de fazer a venda do dia. Acaba por levar para casa Edward, não aguentando deixá-lo sozinho. Óbvio é que Edward não consegue evitar apaixonar-se por Kim, mas a vida não lhe reserva coisas boas.

 

“Elf – O Falso Duende”

O espírito de Natal está comprometido em Nova Iorque. Mas a ida de Elf à grande cidade para encontrar o seu pai biológico acaba por colocar uma cidade inteira a cantar músicas de Natal.

 

 

“Um Novo Começo”

Jenny, uma jovem irresponsável de 20 anos, chega a Chicago para viver com o irmão, Jeff , a cunhada, Kelly, e o sobrinho de dois anos. Como é óbvio, isto não vai correr bem.

 

“Sozinho em Casa”

Em boa verdade, qualquer um dos filmes serve. Nós nem sabemos bem distinguir o filme 1 do 2 mas sabemos que quando passa na televisão, é Natal.

 

 

“Do céu caiu uma estrela”

Um clássico de 1946 ou, o próprio do espírito natalício. Um anjo tenta demover um homem fracassado do suicídio.

 

“O Tesouro de Natal”

Passar o Natal com Arnold Schwarzenegger? Sim! Dois pais disputam a compra de um brinquedo de última geração.

 

“Milagre em Manhattan”

Um idoso é contratado para trabalhar como Pai Natal na loja de brinquedos onde mãe de Susan trabalha. Esta não acredita no Pai Natal, mas o velhote vai provar o contrário.

 

“Polar Express”

Há neve. O que só por si é uma ótima razão para ver este filme. Na véspera de Natal, um menino entra no Polar Express. A partir daí, tudo é uma incrível aventura.

 

 

“O Amor não Tira Férias”

Fartas das vidas que levam, duas mulheres trocam de casa na época natalícia para poderem viver a vida uma da outra. Entretanto… o amor acontece.

 

 

“O Estranho Mundo de Jack”

Jack Skellington, da “Cidade do Halloween”,  abre um portal para a “Cidade do Natal”. Um clássico imperdível de Tim Burton.

 

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais; Fotos: D.R.

PUB
Top