BB à Primeira Vista: «É jogo puro do Daniel Guerreiro. Foi um golpe de mestre»

Na edição desta semana de BB à Primeira Vista, Liliana Oliveira analisa o envolvimento entre Soraia e Daniel Guerreiro e a depressão de Diogo. Mas a opinião sobre Teresa também é polémica…

11 Jul 2020 | 18:50
-A +A

Olá a todos! Hoje, claro, tenho de começar com o romance entre a Soraia e o Daniel Guerreiro. Fico surpreendida com a mudança repentina de comportamento do hipnoterapeuta, uma vez que, há menos de uma semana, ele lhe disse diretamente na cara que nunca a iria beijar. Acredito que as hormonas já falem mais alto e que a insistência dela o tenha levado a ceder, mas ele esquece-se de que estão envolvidos sentimentos e que aquilo que, para ele, pode ser simplesmente uma tentativa de permanecer mais tempo na casa, para ela, as coisas não são vistas dessa forma. Ela acredita que é amor verdadeiro…

Quero acreditar que não é jogo por parte do Daniel Guerreiro, porque não o tenho como uma pessoa de mau carácter. Acho, sim, que ele cedeu e se deixou levar, porque a Soraia é, realmente, uma mulher muito bonita e atraente e ele não conseguiu mais resistir. Se me perguntarem se é incoerente ele, agora, envolver-se com alguém quando desde o primeiro dia disse que não o iria fazer… É jogo. É jogo puro. Como é que se passa de alguém que não quer sequer aproximar-se da Soraia para alguém que, neste momento, é quem está a toda a hora em cima dela? Deixou de ser a Soraia a insistir e passou a ser o Daniel Guerreiro a procurá-la.

Estrategicamente – e estando ele nomeado -, ele foi esperto. Ninguém cá fora, agora, vai querer separar o casal… Que ele tem um grande carinho por ela, isso é notório. Agora, de facto, acredito que ele fez isto por jogo, mas a pensar nos dois. Porquê? Porque ele quer a todo o custo que ela vá à final do Big Brother 2020. Pelos problemas que ela tem, pelas dificuldades que ela tem… E esta será, sem dúvida, a única forma de ele garantir e conseguir que os dois cheguem à final. Foi um golpe de mestre para os dois permanecerem na casa.

 

O Diogo é um homem extremamente angustiado

 

Diogo e Ana Catharina. Este casal funciona bem dentro da casa porque estão 24 horas sobre 24 horas juntos. Fora da casa, acredito que será um casal disfuncional, que em nada irá ser compatível. Acho que o envolvimento dos dois se explica mais pela carência, desejo e atração dos dois. É um flirt do momento. Até porque os dois, desde o princípio, não têm medo algum de mostrarem a opinião, de mostrarem quando gostam e não gostam algo e de, aos poucos, irem deixando transparecer a cumplicidade que os unia. Sempre houve cumplicidade entre os dois – como amigos – e as coisas foram mudando. E estamos a fazer de algo verdadeiro. Não é algo programado para chegar à final, até porque ambos estão sempre nomeados e não será este flirt que os vá fazer com que deixem de estar…

Ainda sobre o Diogo, ele assumiu estar a passar por uma depressão. Olho para ele como um homem extremamente angustiado. O isolamento a que ele, por vezes, se impõe é tão extenso que nos faz ver que, realmente, não está bem. Interiormente, o Diogo terá algum conflito com ele próprio que o deixou assim.

Compreendo-o perfeitamente. Eu já tive um esgotamento. Sei como é que se vive, sei como é que se lida com isto no dia-a-dia. O nosso estado de alma, aquilo que nos vai cá dentro, o turbilhão de emoções… É como as quatro estações do ano. Conseguimos ter as mudanças de humor em frações de segundo. E é isso que se está a passar com o Diogo. Acho que ele ter ido para esta casa foi muito bom para ele. Não pela experiência nem pelo mediatismo, mas para se encontrar a ele próprio, assumir que tem um problema e conseguir pedir ajuda. Este é mesmo o melhor momento para ele assumir que tem um problema e que precisa de pedir ajuda.

 

A Teresa é a toxicidade em pessoa

 

Quem tem falado da relação entre o Diogo e a Ana Catharina é a Teresa. Quando as coisas correm bem para o lado dos outros, ela tem de ir lá e pôr veneno, como aconteceu quando ela disse que a Ana Catharina geme há duas noites. As pessoas sonham, falam e emitem sons durante a noite! Isso não quer dizer que se passe alguma coisa. E mesmo se se passasse! Não é da conta dela. Ela não tem nada a ver com isso! A Teresa tem é de se meter no lugar dela e deixar de destilar veneno e provocar mal-estar dentro da casa com conflitos e intrigas. É só isto que ela sabe fazer!

Como jogadora, a Teresa é uma jogadora nata… pela negativa. Ela é uma desestabilizadora de primeira. Nunca está contente com nada. Para ela, nunca nada está bem. Para mim, ela é a toxicidade em pessoa. Ainda há uns dias ela dizia que a Ana Catharina abriu as pernas em dois dias. Foi um comentário infeliz. A Ana Catharina até podia demorar duas horas a abrir as pernas, mas isso só diz respeito a ela e ao Diogo.

A Teresa é uma das nomeadas da semana, ao lado do Daniel Guerreiro, do Diogo e da Noélia. Sendo que, esta semana, pela primeira vez, as votações são pela positiva, ou seja, quem tiver menos votos é quem abandona a casa mais vigiada do País já no próximo domingo. Na minha perspetiva, será mesmo a Teresa a ser expulsa, ainda que o jogo vire a cada cinco minutos. O nome do mais votado, acredito, estará entre o Daniel Guerreiro e a Noélia.

 

 

A Jéssica já devia ter saído há mais tempo

 

O Pedro Alves tornou-se no novo líder da casa na mesma noite em que a namorada foi expulsa. A Jéssica já devia ter saído há mais tempo e ele já se devia ter soltado no jogo, mesmo ainda com a Jéssica lá dentro. Agora, sim, ele está a aproveitar e a divertir-se. Não anda tão cabisbaixo – lá tem os seus momentos com saudades dela -, interage, ri-se, brinca com toda a gente, socializa com eles todos… A casa, sejamos sinceros, tem agora um grupo de pessoas cooperantes entre si. As coisas têm fluído ordeiramente esta semana.

Resta-me falar sobre a Iury e a Sandrina. As duas juntas são uma comédia pegada! A segunda deixou-se de intrigas e, agora, estão ambas entregues à brincadeira e a queimar os últimos cartuxos desta experiência.

A poucas semanas do fim do reality show da TVI, já é possível antecipar os nomes dos potenciais finalistas. Se forem cinco, as minhas apostas vão para o Diogo, a Ana Catharina, a Sandrina, o Daniel Guerreiro e a Soraia. Excluo deste grupo a Noélia, porque a coscuvilhice dela não a vai levar a lado nenhum, a Teresa, cuja maledicência vai ditar o seu jogo, a Iury, que para mim não tem sumo nem substância para chegar à final, e o Pedro Alves, que não deixa de ser um pãozinho sem sal. Será este um palpite certeiro?

 

Até para a semana. Sempre com o Big Brother em vista!

 

Crónica: Liliana Oliveira; Fotografias: reprodução TVI e redes sociais

 

VEJA TAMBÉM:
Maria Botelho Moniz em lágrimas no Extra do Big Brother: «Ei, desculpem!»
Casa do Big Brother 2020 vai ter novos ocupantes e «o jogo vai mudar»

PUB
Top