Eduardo Madeira teve um pé na nova novela da TVI. Porém, Cristina Ferreira recuou…

Eduardo Madeira esteve “quase para integrar o elenco” da novela “Festa é Festa”, mas Cristina Ferreira recuou. Isto porque a diretora da TVI quer o humorista “concentrado” em “Cristina ComVida”.

04 Abr 2021 | 10:30
-A +A

Eduardo Madeira revela, em entrevista à TV 7 Dias, que esteve “quase para integrar o elenco” da novela “Festa é Festa”, que a TVI estreia neste segundo trimestre. Contudo, a patroa da estação recuou.

“Foi a própria Cristina [Ferreira] que achou que não era bom eu estar a dividir-me [risos]. Ou seja, ela quer-me concentrado [em ‘Cristina ComVida’] e eu acho bem”, afirma o humorista, admitindo que não coloca de parte fazer um projeto do género: “Já tive convites para novelas, já tive convites para séries… Até séries bastante conhecidas, que depois foram feitas de forma brilhante por outras pessoas. Não estou doido para fazer uma novela. Agora, se houver um convite estimulante…”

Do elenco de “Festa é Festa” fazem parte nomes como Ana Brito e CunhaAna GuiomarBeatriz Barosa, Carlos M. Cunha, Francisca Cerqueira GomesInês HerédiaJosé Carlos PereiraLuís SimõesManuel MarquesManuel MeloMaria do Céu GuerraMarta Andrino, Pedro AlvesPedro TeixeiraRodrigo PaganelliSílvia Rizzo e Vítor Norte. O argumento é da autoria de Roberto Pereira.

 

Eduardo Madeira na SIC “não aconteceu por um triz”

 

Aos 49 anos, Eduardo Madeira rompeu com um passado feliz na RTP e estreou-se na TVI, em “Cristina ComVida”, o novo programa de Cristina Ferreira. Ligado à estação de Queluz de Baixo desde janeiro, com “um contrato de um ano com a possibilidade de prorrogar por mais outro”, o humorista revela à TV 7 Dias como a Diretora de Entretenimento e Ficção o convenceu, finalmente, a mudar de ares.

“Houve sempre um ‘flirtzinho’ simpático. Na TVI, já tinha acontecido. Depois, na SIC, aconteceu um bocadinho mais forte”, assume, recuando ao período em que a apresentadora conduzia “O Programa da Cristina”: “Cheguei a fazer lá uma personagem, mas por empréstimo ao José Fragoso [N.R.: Diretor de Programas da RTP]. Estive lá duas ou três vezes e, depois, disse-lhe: ‘Olha, não posso, porque não consigo pedir mais ao Fragoso, que o gajo já está a ficar furioso, entre aspas.’ [risos] Era desconfortável… Ele dizia-me: ‘Pois, pá, estão a dar os teus bonecos na RTP e estás na SIC ao mesmo tempo’. E eu compreendia… Mas, aí, o apelo dela foi mais forte. Acho que, na SIC, a coisa não aconteceu por um triz.”

 

Eduardo Madeira: “Ou é agora, vou e arrisco, ou nunca mais vou”

 

O ‘namoro’ ficou por ali. Já no verão passado, Cristina Ferreira regressou à TVI, mas a apresentadora e Eduardo Madeira “praticamente nem sequer” falaram “nos primeiros tempos”. Tudo mudou quando ele foi seu convidado no extinto “Dia de Cristina”.

“Em novembro, creio eu, fui falar do novo bebé que está a caminho ao programa dela. Foi aí que ela me disse: ‘Temos de falar sobre uma coisa’. Falámos e eu percebi que era uma coisa mais a sério do que o costume”, afirma.

“Quase até ao fim do ano”, o humorista ficou “a pensar” na proposta, até que a decisão surgiu: “Pensei: ‘Ou é agora, vou e arrisco, ou nunca mais vou’. E pronto. Decidi-me e não estou nada arrependido.”

 

“Não é o contrato da minha vida. Não vou ficar milionário”

 

Eduardo Madeira não esconde, ainda assim, a dificuldade associada à decisão. “Tive de pensar um bocadinho, porque, naquele momento, estava em negociações com a RTP para uma nova série e porque tenho uma grande relação de amizade e respeito com o José Fragoso. Como é óbvio, era necessário ponderar bem e decidir. E não foi uma decisão fácil. A ligação com a RTP era uma ligação longa e com muitos momentos marcantes. Mas o convite da Cristina foi feito de uma forma que me deixou entusiasmadíssimo. A verdade é essa. Não vale a pena estar aqui a fugir para um lado e para o outro”, atira.

Na TVI, foi-lhe oferecido um contrato, o que “também pesou um bocadinho” na sua decisão. Ainda assim, ressalva: “Posso dizer que não é o contrato da minha vida. Não vou ficar milionário. Mas é confortável e permite-me enfrentar este desafio da melhor maneira. As condições que me foram apresentadas satisfizeram-me.”

 

Leia a entrevista completa a Eduardo Madeira aqui.

 

Texto: Dúlio Silva (dulio.silva@worldimpalanet.com); Fotos: Divulgação TVI

 

(artigo originalmente publicado na edição nº 1776 da TV 7 Dias)

PUB
Top