EM LÁGRIMAS, Maria Botelho Moniz recorda: «quando te levam tudo, só queres a tua mãe»

Maria Botelho Moniz recorda a morte trágica do namorado. A apresentadora é a próxima convidada de Daniel Oliveira, no Alta Definição.

18 Jan 2019 | 12:00
-A +A

Maria Botelho Moniz é a convidada deste sábado, dia 19 de janeiro, do Alta Definição. Numa entrevista emocionante, a apresentadora recorda a morte repentina do namorado, em 2014, com quem mantinha uma relação há 10 anos.

«Lembro-me de olhar fixo no chão, balançar e começar a dizer repetidamente: ‘o que é que eu vou fazer?’. Foi a primeira coisa que me saiu. Parecia que estavam a passar slides daquilo que eu achava que a minha vida ia ser. Isto já não vai acontecer, isto também não, isto também não e tu nunca mais o vais ver», explica, visivelmente emocionada.

«Parei, os meus olhos encheram-se de lágrimas e a frase seguinte foi: eu quero a minha mãe. Quando te levam tudo, tu só queres a tua mãe», termina.

O namorado de Maria Botelho Moniz perdeu a vida num acidente de mota, no viaduto da Infante Santo, aos 29 anos, meses antes do casamento, que estava marcado para setembro.

Recorde : Maria Botelho Moniz em lágrimas na televisão

«O tempo não cura»

Em 2016, Maria Botelho Moniz revelou à TV7 Dias o quão difícil estava a ser enfrentar a situação. «O tempo não apazigua, não cura. Disseram-me muitas frases cliché que acabaram por fazer sentido, mas a que diz que o tempo cura tudo nunca fez», explicou a jovem apresentadora.

Sobre a hipótese de voltar a ter uma relação, Maria Botelho contou: «Já passaram dois anos e às vezes penso se sou só eu que ainda me lembro dele. Toda a gente avançou com as suas vidas e eu sou a única que continua a moer este acontecimento». Cinco anos depois da tragédia, a apresentadora não voltou a dar a conhecer nenhuma outra relação.

Uma fonte próxima da apresentadora revelou-nos que a mota em que Salvador seguia tinha-lhe sido oferecida por Maria. «Foi ela que lhe deu. Ele disse-me que se tinha esquecido de uns documentos no escritório, pegou na mota para os ir lá buscar e foi quando se deu o acidente», assegura.

«Já era sem tempo, caramba»

O Programa da Cristina emitiu pela primeira vez no dia 7 de janeiro, e Cláudio Ramos faz parte da equipa. Apesar de continuar nas manhãs e num espaço de crónica social, o comentador da Passadeira Vermelha está a ganhar mais projeção. Maria Botelho Moniz foi uma das impressionadas com o desempenho do comentador e, em pleno direto, deixou Cláudio Ramos de lágrima no olho.

Veja ainda: Maria Botelho Moniz PARTE O PESCOÇO

 

«Foi curtinho, como tu dizes, mas tu és a prova que com trabalho e dedicação chegas lá. A contracena que ela te dá é maravilhosa, a tua capacidade de improviso não há igual. Conseguiste com ela, a fazer uma receita, dar uma notícia. Em minutos, conseguiram uma série de coisas. Fico muito orgulhosa, finalmente estão a dar-te o valor que tens. E já não era sem tempo, caramba. Não é qualquer pessoa que faz o que tu fizeste e estás de parabéns», afirmou a atriz.

Texto: Redação WIN – Conteúdos digitais/ Fotos: Redes Sociais

PUB
Top