Emoções fortes em Amor, Amor: Sandra é ameaçada por Pepe e corre risco de vida

Em breve, na novela “Amor, Amor”, da SIC, Sandra vai ficar em perigo e quase morre às mãos de Pepe. Saiba como tudo vai acontecer.

23 Abr 2022 | 11:10
-A +A

Em breve, na novela “Amor, Amor”, o cerco vai apertar-se para Sandra (Joana Aguiar) que continua a fingir estar paraplégica. No entanto, Ângela (Luísa Cruz) começa acreditar em Pepe (Miguel Guilherme) e decide investigar se ela está feita com Ricky (Gonçalo Almeida). Antes de sair, pede a Pepe que caso se confirme a traição, ele que silencie a sobrinha.

Entretanto, Pepe, pega numa seringa com um sedativo. Liga para Ângela. Esta não atende e ele deixa mensagem: “Não te esqueças do que combinámos. Se não disseres nada, avanço como combinámos”. Desliga e olha a ampola e a seringa. “Ai, Sandy, para o teu bem, é melhor que a tua tia me ligue. Tenho de te dar os parabéns. O que tens de má cantora, tens de boa atriz. Escolheste foi mal a carreira”, diz-lhe.

A cantora está no sofá, com o olhar vazio, a fingir-se catatónica. “Eu disse-te que lhe tinha aberto meia pestana e já passou o tempo que tínhamos combinado, por isso é sinal de que posso avançar”, ameaça Pepe, acrescentando: “Sabes como ela é quando se sente traída… implacável. Queria pôr-te a dormir quando voltasse com a prova da traição, mas para quê esperar, não é, princesa? Vamos acabar com esse sofrimento.”

“Amor, Amor”: “Bom soninho, princesa”

Pepe pega na seringa, sob o olhar de pânico de Sandra, que tenta ao máximo controlar-se para não fugir.
“O teu empenho nesse papel de vegetal é qualquer coisa. Até me dá pena ter de fazer isto. Bom soninho, princesa”, diz Pepe. Quando a agulha está prestes a entrar -lhe na pele, a vilã entra, corre para eles e dá um safanão no braço do cúmplice.

“Levou mais tempo do que eu pensava, mas a Sandra não tem nada a ver com isto! Os gajos puseram-me um chip no carro, por isso é que sabiam sempre onde é que eu ia, entendes? Aquele mitra e a Mel andavam a seguir-me para todo o lado, era assim que sabiam onde eu andava”, revela. “Desculpa, meu amor. Nunca mais duvido de ti”, assegura à sobrinha, enquanto lhe dá beijos na mão.

Texto: Neuza Silva; Fotos: Divulgação SIC

PUB