“Entrevista cheia de mentiras e calúnias”: Pai de Romana reage às acusações da cantora

Romana esteve esta quarta-feira, 2 de junho, no programa “Júlia”, da SIC e fez algumas acusações sobre o pai. Manuel acusa a filha de estar a mentir e de querer “fazer partilhas em vida”.

03 Jun 2021 | 12:30
-A +A

Após quatro anos afastada das luzes da ribalta, Romana deu uma entrevista a Júlia Pinheiro, na SIC,  na qual falou sobre a alegada violência na infância e da relação atribulada com o progenitor. Manuel, pai da cantora, defende-se das acusações de que foi alvo.

A cantora tornou-se um enorme sucesso da música portuguesa, ainda na adolescência, mas, por ser menor de idade, diz que nunca geriu o dinheiro. “Quem fazia a gestão era o meu pai. Ele dava-me à volta de 25/50 euros por espetáculo para eu ir comprando as minhas coisinhas”, explicou, adiantando a Júlia que o progenitor a pôs fora de casa aos 15 anos.

Depois destas declarações públicas, Manuel esteve em direto na página de Facebook do blogger Dioguinho, para “desmentir todas as calúnias que lhe foram dirigidas” pela filha. “Sou acusado de a ter posto fora de casa com 15 anos. Mentira. A Romana e o irmão [Sérgio Rossi] eram as minhas companhias. Eu acompanhava a minha filha em todos os espectáculos… Entretanto, ela tinha um namorado, com quem esteve cinco anos… Ela ganhou mais de um milhão de escudos… e distribuiu o dinheiro por ele e por quem quis”, começa por contar.

Pai de Romana: “Ela fazia da nossa habitação uma espécie de pensão”

Durante a conversa, Manuel explica que após os espectáculos, Romana chegava a casa tarde, mas “pegava num táxi e ia para Tires, para casa do namorado”, não cumprindo os horários que combinava com o pai no dia seguinte. “Ela fazia da nossa habitação uma espécie de pensão e eu sugeri que o melhor era ir para casa do namorado. Foi a melhor coisa que lhe podia ter dado. Foi a casa fazer as malas e não demorou nem cinco minutos”.

O pai da cantora defende-se ainda de todas as acusações relativas ao dinheiro, revelando que geriu a carreira dela apenas um ano e pagava a todas as pessoas envolvidas nos espetáculos. “Ela era tão rebelde que foi expulsa de duas escolas. Fazia o que queria e ainda lhe sobrava tempo. Sentia-se uma vedeta, tinha o ego muito alto”.

“Ela pretendia que eu fizesse partilhas em vida”

Segundo Manuel, há algo que motivou Romana a difamá-lo na televisão. “Ela pretendia que eu fizesse partilhas em vida, porque deve estar a bater no fundo…”, frisou, para ler depois uma mensagem que a filha lhe terá escrito dois dias depois de ter saído do hospital: “‘Pai, peço desculpa de estar a falar no assunto novamente, mas peço-te que tentes resolver a situação da casa com o Sérgio [irmão] assim que te seja possível. O tempo está a passar e daqui a pouco tenho as moratórias abertas’… Foi por isto que ela me queria arrasar”.

Manuel diz ainda que acabou de sair do hospital há dois dias, mas em abril também esteve internado com um problema de insuficiência cardíaca, depois de uma discussão com Romana. Durante o período de internamento, sublinha que a cantota nunca o contactou. “Eu não tenho filha. Uma pessoa que fez o que ela me fez. Tentar ganhar protagonismo à conta de uma entrevista cheia de mentiras e calúnias?””, finaliza.

Texto: Carla S. Rodrigues; Fotos: Arquivo Impala e Redes sociais
Leia também:
Explosiva: Romana alega nunca ter visto dinheiro ganho por ela e gerido pelo pai

PUB
Top