“Era a pessoa que mais amava no mundo”: Iran Costa chora ao lembrar irmã que morreu

Iran Costa abriu o coração ao país, no programa da tarde da SIC, apresentado por Júlia Pinheiro. O cantor recordou a irmã, que morreu precocemente

25 Nov 2021 | 19:25
-A +A

Iran Costa sentou-se frente a frente com Júlia Pinheiro para uma conversa onde a emoção não faltou. O cantor, que se tornou conhecido com a icónica música “O Bicho”, esteve esta quarta-feira, dia 24 de novembro, no programa “Júlia”, na SIC.

Foi durante a entrevista que Iran Costa foi surpreendido por uma mensagem da sobrinha. Roberta Costa gravou um vídeo onde enalteceu todas as melhores características do tio, desejando-lhe o melhor. Logo após ouvir as palavras carinhosas da sobrinha, Iran explicou à apresentadora que Roberta é a extensão da irmã que perdeu e as lágrimas invadiram-lhe o olhar.

O cantor ainda sofre com a perda da irmã, que era uma das pessoas que mais amava. “A minha sobrinha é uma parte da minha irmã, é a continuação dela, era a pessoa que eu mais amava no mundo”, começou por dizer, ficando lavado em lágrimas.

“Não consigo aceitar. É uma parte nossa. Deus sabe, nós estamos aqui na terra, temos a nossa passagem e eu costumo dizer que temos de plantar o bem. Eu perdoo toda a gente, até a pessoa que mais me odeia, porque eu não vou ganhar nada com isso. Da mesma forma que eu vou, essa pessoa também vai, nós vamos terminar debaixo da terra, mais cedo ou mais tarde. Depois, ninguém vai ser melhor que ninguém. Temos de perdoar agora, de ser felizes agora, e espalhar amor agora. Tudo aqui neste tempo. Ela era alegria, era vida, era tudo para mim, por isso, é que estou assim”, confessou.

 

As palavras do pai que Iran Costa não esquece

 

“Quando eu perdi o meu pai, tive um concerto nessa noite. Quando perdi a minha irmã também tive um concerto. O destino prega-nos muitas partidas. Às vezes as pessoas vão a um concerto e veem o artista a dançar e a cantar e não sabem o que se passa por trás. Às vezes estamos arrasados e subimos”, relatou.

Estas palavras do pai ficarão para sempre no coração de Iran Costa. “O meu pai dizia-me sempre para, aconteça o que acontecer, não deixar de subir ao palco e de cantar, porque ‘as pessoas que estão lá, estão lá por tua causa, elas gostam de ti, elas querem o teu melhor’. E ele dizia: ‘Eu vou estar lá na sempre frente para te aplaudir'”, recordou, ficando novamente emocionado.

Iran Costa concluiu: “Temos de continuar, a vida a segue. Seguimos com o nosso legado e continuamos a realizar os sonhos deles”.

 

Texto: Mariana de Almeida; Fotos: Reprodução SIC

 

PUB