Está suspensa: “Patrões Fora” vai voltar com “novo elenco” após morte de Maria João Abreu

“Patrões Fora” foi suspensa pela SIC por causa da morte de Maria João Abreu e do Euro 2020. No entanto, segundo Carlos Areia, a sitcom voltará em setembro “com um novo elenco”.

27 Jun 2021 | 10:39
-A +A

A sitcom “Patrões Fora”, da SIC, “foi interrompida por aquilo que infelizmente todos sabemos”. Quem o diz é Carlos Areia, que integra o elenco da produção, numa clara alusão à morte de Maria João Abreu, a 13 de maio, na sequência do rompimento de pelo menos um dos dois aneurismas com que a atriz fora diagnosticada. Mas “não só”: “com esta coisa do Euro 2020, seria interrompida na mesma.”

Apesar disso, segundo Carlos Areia, “Patrões Fora” “vai arrancar em setembro” com uma nova temporada. E “com um novo elenco”, “dando tempo aos autores da série para procurarem soluções”.

João Baião, José Raposo, Noémia Costa, Natalina José, Tiago Aldeia e Sofia Arruda compuseram o elenco fixo das duas temporadas da sitcom já produzidas pela Coral Europa para a estação de Paço de Arcos.

 

Carlos Areia gravou “Patrões Fora” infetado com COVID-19

 

Ainda em entrevista à TV Guia, Carlos Areia revela que gravou a sitcom da SIC “Patrões Fora” quando estava infetado com COVID-19, em fevereiro deste ano. Segundo o ator, de 77 anos, apesar de ter feito vários testes, este só acusou positivo ao novo coronavírus quando estava na fase final da doença.

“Andei a gravar com COVID, sem dúvida, e só demos conta no fim. A senhora do teste disse-me que só tinha um pontinho e que ou ia começar ou estava no fim. Até lá tinha dado sempre negativo”, conta.

O ator, que diz que não contagiou os colegas de elenco de “Patrões Fora”, nem a a mulher, Rosa Bela: “Testei positivo pela primeira vez a uma terça, já estava no final da infeção, e na quinta seguinte testei negativo. Na segunda-feira a seguir tive alta”.

Apesar de ter ter sido ‘atingido’ pelo vírus de forma ligeira, Carlos Areia deu conta – embora por associação – de alguns sintomas. “Dores de cabeça, tosse, má disposição sem motivo aparente e corrimento nasal. Dei por ele, mas passou”.

 

Carlos Areia sobre Maria João Abreu: “Era tudo: a força, o motor, uma lutadora”

 

Sobre Maria João Abreu, Carlos Areia recorda o momento em que a atriz se queixou de dores de cabeça, dias antes de se ter sentido mal. “Ela disse-me que andava com uma dor no lado direito da testa. Disse-me que já tinha feito uma TAC daquelas fatelas e não acusou nada. Devia ter feito uma ressonância magnética. Tinha feito o exame mas não foi a tempo de se salvar”, lamenta, ao mesmo tempo que elogia a colega.

“Era tudo: a força, o motor, uma lutadora. A João subiu os degraus da fama a custo e, quando chegou lá acima, levou o empurrão. O ‘Golpe de Sorte’ dela foi o golpe de azar”, diz Carlos Areia.

 

Texto: Dúlio Silva e Carla S. Rodrigues; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB