“Está tudo fod***!”: Inês Aires Pereira fala sobre maminhas e responde a acusação

Inês Aires Pereira falou sobre os efeitos da maternidade no seu corpo, nomeadamente nas maminhas, e respondeu a quem a acusa de ter estado sempre bêbeda no programa digital de Bruno Nogueira.

21 Fev 2021 | 16:40
-A +A

Inês Aires Pereira falou sobre as mudanças do corpo, em especial das maminhas, que sentiu depois de ser mãe e confessou que pondera recorrer à cirurgia estética. Declarações feitas no podcast “É preciso Ter Lata”, de Pedro Ribeiro e Rita Rugeroni, onde a atriz esteve a responder a perguntas de haters e fãs e não deixou nada por dizer.

“Eu era uma mulher que tinha um bom ‘teto’. Orgulhava-me do meu peito natural, duro, hirto. E agora está tudo f*****! Está caído”, começou por dizer Inês Aires Pereira. “A minha mãe sempre me disse ‘filha, o peito só é caído quando segurares um lápis. Eu seguro um comando neste momento”, disse, levando Rita Rugeroni a perguntar se estava bem resolvida com essa mudança. “Sim, sim. Se calhar, há uns anos, afetava-me mais. Mas eu não posso exigir que o meu corpo seja igual quando eu tinha 20 anos depois de ser mãe. O corpo é diferente”, respondeu.

A seguir, Inês Aires Pereira afirmou que, um dia mais tarde, poderá mesmo recorrer à cirurgia estética. “Não vou mentir e dizer que não vou ao doutor. Deixa ver… Eu gostava de ter mais filhos, por isso, deixa ver como é que fica. Mas se ficar muito mau, se calhar puxo-as para cima”.

 

Inês Aires Pereira acusada de estar bêbeda em programa de Bruno Nogueira

 

No mesmo podcast, Inês Aires Pereira foi acusada de estar sempre bêbeda durante o programa digital “Como é que o Bicho Mexe”, conduzido por Bruno Nogueira. Sem papas na língua, a atriz assumiu que isso aconteceu “duas ou três vezes” e conta ainda que congelou o seu próprio leite para poder beber à vontade depois de a filha nascer.

“Quem é que não estava bezana na quarentena?”, começou por dizer, bem-disposta, assumindo que é uma “pessoa que gosta bastante de vida boémia”, de um “copo de vinho ou de cerveja”.

A atriz contou, então, que, na altura, a filha Alice já tinha cerca de cinco ou seis meses e que, por isso, se permitia beber um copo durante estes diretos no Instagram: “Chega a uma certa altura em que perdes um bocado as horas. O que é que eu tenho para fazer amanhã? Não tenho grande coisa. Se calhar, bebo um copo, ou dois…”

 

Inês Aires Pereira congelou leite para poder beber álcool

 

Depois, Inês Aires Pereira revelou também: “Ao fim de dois meses de a Alice nascer, estava tão desesperada – foi a coisa que mais me custou na gravidez [não beber álcool] – que fiz um carregamento de leite para congelar, para poder beber uns copos”.

“E depois, chegar a casa, tirar o leite alcoolizado e dar-lhe o leite congelado bom. Eu sou uma pessoa que precisa”, disse, a rir, explicando que tirava o leite da mama e o deitava fora: “Foi horrível, porque custa tanto a tirar. Tu tirares aquilo e deitares pela pia… Ai, meu Deus. Mas valeu a pena”.

 

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top