“Estou aflito”: Goucha não contém emoção e desaba em lágrimas com pergunta de convidada

Manuel Luís Goucha disse-se “apaixonado” por uma “encantadora” mulher que partilhou com o apresentador a sua história de vida. Pelo meio, foi abaixo por causa de uma pergunta feita pela convidada.

02 Jun 2021 | 21:00
-A +A

Manuel Luís Goucha não conteve a emoção durante a entrevista a uma mulher “encantadora” na emissão desta quarta-feira, 2 de junho, do vespertino da TVI. Depois de adiada duas vezes – numa delas, a sua ida ao programa não se concretizou porque coincidiu com a morte da atriz Maria João Abreu, que causou mudanças de última hora no alinhamento do programa daquele dia -, a conversa realizou-se finalmente e deixou o apresentador fascinado, a ponto de, a certa altura, ter ido abaixo.

Olinda Martinho é devota de Nossa Senhora da Lapa e mantém uma fé inabalável. Manuel Luís Goucha apresentou-a como uma “senhora com um sorriso na cara e uma cara de felicidade, que já passou muito ao longo do seu percurso de vida”. Estava, claro, mais do que certo.

No programa “Goucha”, esta mulher começou por revelar uma das histórias que a ligam à fé. “Comecei a namorar com o meu marido. Estávamos muito apaixonados um pelo outro e queríamos casar-nos. Prometi à Senhora da Lapa, para que o meu marido não cumprisse o serviço militar, que sairia da casa dos meus pais descalça e estaria na Senhora da Lapa nove dias a pão e água. E ele não cumpriu o serviço militar. Passado pouco tempo, casei-me. Passados uns anos, fui cumprir a promessa”, contou.

“Não foi fácil. Fui debaixo de água 12 horas a caminhar com a minha filha, Maria de Lurdes, na minha barriga. Estava com seis meses de gravidez”, recordou ainda.

 

“Dá-Me outro menino. Dá-Me um menino perfeitinho igual ao que eu perdi”

 

Este não foi o único momento em que se refugiou na fé. Olinda Martinho perdeu quatro dos sete filhos. Diogo tinha quatro anos quando fugiu da família, durante uma brincadeira, e só foi encontrado sem vida. Tinha caído num tanque e morrera afogado.

“A morte do Diogo foi um horror que aconteceu na minha vida. (…) Senti-me a pessoa mais desgraçada do mundo. Não tem explicação. Ficamos sem viver… Só sobrevivemos e é com a ajuda da família. Senão, entrávamos num poço e nunca mais de lá saíamos. E também com a ajuda divina… Porque nem a família nos levanta. Se não fosse algo muito especial, eu nunca mais vivia”, defendeu.

Depois da tragédia, uma nova promessa. “Vinha a esta capela todos os dias. Pedi-Lhe aqui: ‘Senhor, Tu podes. Senhor, Tu és o Senhor da vida. Tu podes. Dá-Me outro menino. Dá-Me um menino perfeitinho igual ao que eu perdi. Senhor, pela Tua misericórdia, dá-Me. Venho aqui todos os dias da minha vida. E, quando o meu menino nascer, trago-To aqui. Todos os dias.'”

 

Goucha vai abaixo com pergunta de convidada: “Estou aqui aflito”

 

E assim foi. Nasceu um menino, a quem também deu o nome de Diogo. Hoje, este filho da convidada de Manuel Luís Goucha é padre. E foi quando este homem se juntou à mãe e ao apresentador que este desabou em lágrimas. No vespertino da TVI, tinha acabado de ser transmitida uma reportagem a contextualizar esta parte da história.

“Estou aqui aflito, porque…”, disse Goucha, tentando conter, sem sucesso, a emoção. “Peço desculpa… Ai, que disparate”, atirou o anfitrião das tarde da estação de Queluz de Baixo.

Logo depois, explicou a razão das lágrimas. “A senhora fez-me uma pergunta enquanto eu estava a ver esta reportagem. Perguntou-me se eu estou a gostar de vocês… Eu estou apaixonado por vocês! É uma das pessoas mais marcantes da minha vida! Esta conversa é uma conversa cheia de luz que me toca no interior! Peço imensa desculpa…”, disse, enquanto limpava as lágrimas.

 

 

“Não tem mal, Manuel Luís…”, reagiu a convidada, provocando um riso no apresentador: “E depois tem este tom maternal… Está a dar-me colo…” “E estou… Se eu puder ajudar, ajudo…”, completou Olinda Martinho. “Não sabe o bem que me fez!”, afirmou Goucha. “Obrigada, obrigada!”, disse ela.

 

Manuel Luís Goucha: “A senhora já cá mora no meu coração”

 

“Apaixonado” por esta mulher, como fez questão de dizer logo no início da entrevista, Manuel Luís Goucha rematou a conversa apelidando-a de “absolutamente inesquecível”. “Adorei conhecê-los!”, disse-lhes, no final, tendo sido logo desafiado pela convidada: “Olhe, Manuel Luís… E eu a si. Agora, aqui, em direto, convido-o a ir a Cotelo conhecer a nossa terra.”

“Mas acha que eu não vou?! Logo que passe a pandemia, vou dar-lhe beijos e abraços”, prometeu o apresentador. “Fiquei no seu coração?”, questionou ainda. “Ficou!”, garantiu Olinda Martinho. “E a senhora também já cá mora no meu!”, contrapôs a estrela da TVI. “Obrigada”, disse ela.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: reprodução TVI e redes sociais

PUB
Top