“Eu não tenho paneleiros na família”: Luís Borges relembra duras palavras do pai

Luís Borges falou abertamente sobre homossexualidade e a dificuldade que os jovens têm em assumir a sua orientação sexual, com medo da reação dos pais. O modelo recordou o doloroso passado.

16 Mar 2021 | 11:50
-A +A

Luís Borges esteve cheio de energia no último “Exta” do “Big Brother – Duplo Impacto” e, devido às cenas protagonizadas por Edmar e Bruno Savate no jacuzzi, a homossexualidade esteve no centro da mesa.

O modelo não gostou da pergunta direta que Noélia fez a Savate sobre a sua orientação sexual, depois de Joana ter andado a espalhar rumores de que o nortenho é bissexual. “Acho que é um bocado desnecessária aquela pergunta da Noélia, se ele é ou não é (bissexual)”, começa por dizer.

“Eu e o Crispim somos homossexuais e as vezes às pessoas têm realmente de se pôr no lugar das outras. Muita gente ataca-me porque nos vêem na televisão e dizem: ‘Olhem aqueles paneleiros, aquelas bichas’, mas eu gostava que elas passassem 24 horas da nossa vida, quando tínhamos para aí 17 anos”, afirma.

O comentador acaba por relembrar a adolescência passada em Castelo Branco, onde nunca se conseguiu assumir. “Falo por mim, em Castelo Branco, quando tinha 18 anos e eu não me conseguia assumir. Vivia preso no meu corpo e não podia falar com os meus pais, com os meus irmãos, com os meus amigos. Ia ser gozado, realmente eu sentia-me diferente mas não me podia abrir”.

Apenas quando se mudou para Lisboa é que conseguiu “sair do armário”: “Quando vim para Lisboa, voei. Eu comecei a ser o Luís Borges.” 

Luís Borges aproveitou o momento para incentivar os jovens a assumirem-se perante os pais e pararem de viver com medo, dando o seu exemplo pessoal. “O que me deixa mais triste é as pessoas lá em casa, principalmente os pais, não apoiarem os filhos. O meu pai disse uma vez isto em casa, por isso é que eu nunca me assumi, que ‘eu não tenho paneleiros na família’. Dizeres isto a um filho é muito duro. Quando vim para Lisboa decidi não continuar mais com uma mentira, eu gosto de homens e são eles que me fazem feliz”, recorda.

O pai de Luís acabou por aceitar e compreender, perguntando-lhe apenas se o manequim era “feliz”. “Acho que deviam ter a coragem para se assumirem, porque pai é pai, mãe é mãe, achamos sempre que não nos vão compreender, mas no fundo são sempre os nossos melhores amigos”, remata.

 

Alice Alves surpreende Luís Borges

Alice Alves deixou um bilhete mistério a Luís Borges, que ficou curioso e entusiasmado. O comentador leu o recado em direto e ficou emocionado com as palavras da apresentadora do “Extra” do “Big Brother”.

“50 shades Of Borges [50 tons de Borges]”, começa por ler o manequim. “Tenho pena que nos abandones antecipadamente”, refere. “Não consigo ler”, atira Luís Borges, emocionado, continuando. “Mas tão feliz porque vais ser feliz num projeto que te concretiza. Volta sempre, para nos brindares com a tuas danças sensuais e com a tua boa disposição”

Recorde-se que Luís Borges vai estar apenas em mais um “Extra” como comentador, sendo que vai abraçar o projeto televisivo “Cabelo Pantene”, também na TVI. “Eu já conhecia a Alice. Sempre tive um carinho muito especial pela Alice, é muito profissional e querida em off”, diz Luís Borges.

Percorra a galeria e veja as imagens!

Texto: Inês Borges; Fotos: TVI

Veja também:
Luís Borges e Gonçalo Quinaz trocam farpas na TVI. Mafalda Castro serena conflito
“Não faz muito sentido”: Luís Borges não perdoa e ataca produção do “Big Brother”

PUB
Top