Europeias: Famosos INDIGNADOS com histórica taxa de abstenção

Dos mais de 10,5 milhões de eleitores em Portugal, só 31,4% exerceram o direito de voto nas eleições para o Parlamento Europeu. Foi, por isso, a mais alta taxa de abstenção registada no nosso país.

27 Mai 2019 | 8:50
-A +A

Portugal registou o recorde máximo de abstenção nas eleições europeias. Pouco mais de 3 milhões e 312 mil portugueses exerceram o direito cívico de eleger os deputados para o Parlamento Europeu, contra os mais de 7 milhões e 236 mil que escolheram não depositar o boletim de voto nas urnas. Contas feitas, a taxa de abstenção foi de 68,6%, fazendo desta a mais alta de sempre no nosso país.

Nas redes sociais, nas quais ao longo deste domingo, 26 de maio, várias figuras públicas foram mostrando que tinham exercido o direito de voto, muitos foram também os famosos que, aquando da revelação dos dados iniciais, se insurgiram contra o histórico número de abstenção.

O humorista José Pedro Vasconcelos, por exemplo, escreveu no Instagram: «O que impede uma revisão constitucional que obrigue os portugueses a votar? A liberdade de escolha? a tal que permite e catapulta dezenas de programas sobre futebol e afins? É curioso percepcionar que os protagonistas são os mesmos, comentam futebol de segunda a domingo e de quatro em quatro anos, queixam-se que a malta anda adormecida. Viva a minha Betesga, que de tão laça já lhe cabe o Terreiro do Paço. E na vossa?»

O jornalista António Esteves lamentou o «país de abstencionistas» que Portugal mostra ser e que é feito «de pessoas que não acreditam no poder do voto e nas virtudes de podermos decidir o nosso futuro». «Mais logo é vê-los nos cafés e restaurantes, jardins e praças, ou nas empresas nas pausas para fumar, cheios de teorias e ideias para o futuro e de certezas absolutas sobre o que o país precisa. […] Se voltarem a tentar instituir uma ditadura no país acho que conseguem, com paciência e persistência. O país é demasiado preguiçoso para ser opor o tempo suficiente, convencido de que ‘alguém há-de fazer alguma coisa para impedir tal coisa’», acrescentou o profissional da RTP numa mensagem partilhada no Facebook.

A jornalista da TVI Rita Rodrigues afina pelo mesmo diapasão. «Não consigo entender a abstenção. É a manifestação de um desprezo ‘desprezível’ por um direito pelo qual tantos lutaram. E não venham com a conversa da falta de confiança na classe política. Estaremos sempre dependentes dela. Mas, se não votarmos, perdemos o direito de a escrutinar. Anda meio mundo a revoltar-se contra tudo nas redes sociais e depois não ‘publicam’ o mais elementar dos ‘comentários’… Aquele que realmente conta?! É só triste…», lê-se.

Rui Maria Pêgo usou do seu tempo de antena no programa A Tua Cara Não Me É Estranha para mostrar a sua indignação. «Posso dizer uma coisa a Portugal? Olá, Portugal. É um escândalo não terem ido votar nas eleições europeias Só mais ou menos 30% é que foram. Da próxima vez tentem fazer melhor, porque, se vocês não votarem na Europa, não acontece nada. Por favor, votem!», atirou o jurado do talent show da TVI.

 

VEJA TAMBÉM:
Ator da TVI assume «RECEIO» com candidatura às eleições europeias!
Rui Maria Pêgo REVELA: «A Filomena Cautela está a precisar de CONCORRÊNCIA»

 

Texto: Dúlio Silva | Fotografias: reprodução redes sociais

PUB
Top