Ex de Rui Rodrigues do Love On Top revela: «Se pudesse espancava-me toda»

O pesadelo começou no início da gravidez que, segundo a ex-namorada de Rui Rodrigues, o tatuador não quis levar a bom termo. Tetyana relata episódios de violência, que o ex-concorrente desvaloriza.

03 Out 2020 | 17:50
-A +A

Rui Rodrigues fez, recentemente, um desabafo nas redes sociais a respeito do filho Enzo e da relação conturbada que mantém com a ex-namorada e mãe do filho, Tetyana Koval.

O ex-concorrente de Love On Top referiu estar privado, juntamente com a família, de ter informações sobre o filho, tendo contacto físico com este «de 15 em 15 dias e apenas aos fins de semana».

«Por vezes é-me impossível fazer viagens de Porto-Algarve e gastar 300/400 euros em gastos para o ver, mesmo sendo só para estar com ele meia dúzia de horas, sendo privado da minha privacidade e da minha vontade de estar exclusivamente com o meu filho», referiu na publicação. O tatuador disse ainda nunca ter faltado com as responsabilidades e que «muitas vezes são as mulheres que afastam os pais dos filhos, fazendo com que se cortem laços essenciais para o crescimento saudável de uma criança e de um ser humano».

Perante tais afirmações, Tetyana Koval reagiu e, em exclusivo à TV 7 Dias, contou a sua versão dos factos. “Durante um ano nunca falei de nada mas agora vi me obrigada a fazê-lo”, começou por referir Tetyana. A jovem, que reside no Algarve com o filho de ambos, explicou à nossa revista todos os contornos da relação com Rui, justificando assim certas decisões que tomou a respeito do bebé.
No começo da relação, no início de 2019, «as coisas eram lindas e maravilhosas» e Rui mostrou «ser uma pessoa que infelizmente não tem nada a ver».

Contudo, em junho, quando a jovem se mudou para o Porto para ir viver com Rui, a relação «começou a dar para o torto». «Desde o início da nossa relação que o Rui sabia que eu tinha problemas em engravidar porque tinha ovários quísticos. Ele sabia que eu não tomava a pílula e dizia que queria [ter filhos]. O terror começou quando engravidei, pois começaram os problemas todos. Quando eu fiz uma publicação a dizer que ia ser mãe, o Rui passou-se comigo», conta.

A mãe do filho de Rui confidenciou que este desejava que ela abortasse, embora não o tivesse dito diretamente porque «sabia que [a namorada] não o iria fazer«. «Ele engravidou outras mulheres a quem pediu para fazer abortos. Ele queria que o meu Enzo fosse o quarto aborto», atira. Tetyana conta que passou uma gravidez complicada devido aos problemas de saúde e aos problemas conjugais. «Não dormia, não comia, não conseguia fazer nada. Nessa altura foi quando ele disse ‘para mim chega, vamos acabar’», revela. A partir daí, a jovem diz que a relação não voltou a ficar bem e que surgiram dois episódios de violência que ditaram a separação definitiva do casal.

«Ele cuspiu-me na cara»

«Ele tinha acabado a relação e eu queria falar com ele, para ficarmos a bem, só que ele não me estava a prestar atenção então peguei no telemóvel dele e disse ‘vais falar comigo’. Ele saltou para cima de mim e começou a tentar tirar-me o telemóvel e ao tirar o telemóvel torceu-me os braços. Fiquei com marcas negras e aleijou-me com força. Quando me soltei, empurrei-o, levantei-me e tentei defender-me», descreve mostrando as fotografias da alegada agressão.

Já Rui conta uma versão diferente daquele episódio. «Ela atirou o meu telemóvel para o chão e quando fui buscá-lo ela começou a bater-me no peito e foi aí que a agarrei nos braços e meti no sofá. Eu nem sequer a atirei para o sofá a pensar no meu filho. Isto tudo porque eu acabei com ela…», explica o ex-concorrente de Love On Top.

Mas os episódios de violência não se ficaram por aqui e, no dia seguinte, a discussão subiu de tom. «Estávamos a discutir e o Rui começou a chamar-me nomes e depois quando eu respondi ele começou a tripar. Fui para a beira dele e ele encostou a cabeça dele à minha contra a parede, a insultar-me, e a dizer que se pudesse espancava-me toda. Comecei a dizer-lhe coisas menos boas, de que ele não era homem porque um homem não faz aquelas coisas», conta, acrescentando: «Quando a mãe dele, que assistiu a tudo, estava a tentar separar-nos ele cuspiu-me na cara. Eu levantei a mão e dei-lhe uma chapada. Foi uma situação muito triste. Foi a pior coisa que me aconteceu na vida.»

Rui Rodrigues assume saber que a mãe do filho ficou com nódoas negras nos braços, mas explica que tal aconteceu apenas porque sentiu necessidade de se defender das agressões de que foi alvo.

«No dia seguinte, quando já tinha terminado com a Tetyana, ela começou a fazer chantagem emocional comigo, a dizer que nunca ia ver meu filho nem conhecê-lo. Foi aí que lhe cuspi na cara, com raiva, e ela ripostou com dois socos de mão fechada na minha cara, em frente à minha mãe. De seguida fechou-se na casa de banho e passado 20 minutos veio ter comigo, toda mansinha, como se não fosse nada. Não foi agressão. São pisaduras de lhe ter agarrado nos braços, depois de ela me ter começado a dar murros. Eu nunca a agredi, tenho consciência que ela tinha o meu filho na barriga», esclarece.

Depois disso, Rui e Tetyana separaram-se a jovem voltou para o Algarve, para junto da família, afirmando que o ex-namorado nunca se preocupou com ela. «Ele pagou três consultas de ecografia na gravidez inteira. Nunca mandou mensagem a perguntar como me sentia, se precisava de alguma coisa, sabendo que eu não estava a trabalhar e estava a ser sustentada pela minha mãe», recorda.

Rui quis estar presente no nascimento do filho e, segundo Tetyana, viajou para o Algarve «uma semana antes [do nascimento] e ficou mais duas semanas depois do nascimento». «Não posso dizer que ele não gosta do filho», afirma.

Tetyana reforça que apenas quer que o filho tenha um pai presente e que nunca impediu Rui de ver o filho, pelo contrário. «Eu sempre fiz questão que o Rui tivesse mais contacto com o filho, quando ele agora está a dizer que não», esclarece.

A jovem conta que foi Rui quem quis estipular em tribunal os dias em que estaria com o filho, de 15 em 15 dias e que Rui cumpre o que ficou acordado e, mensalmente, paga «os 150 euros de pensão de alimentos».

Contudo, para Tetyana, algo mudou a partir do momento em que Rui assumiu uma nova namorada e deixou o filho para segundo plano. Saiba quais os consecutivos problemas do casal e as novas cenas de violência.

Texto: Marisa Simões (marisa.simoes@worldimpalanet.com); Fotos: DR

 

Veja também:
Mãe do filho de Rui Rodrigues reage a acusações do ex: «Quero que pare com as mentiras»
Rui Rodrigues é acusado de violência doméstica pela mãe do filho. Fotos exclusivas!

PUB
Top