EXCLUSIVO: Bem-vindos a Beirais pode regressar à RTP1 já no próximo ano

Foi uma série de sucesso da estação pública e pode ser uma nova aposta na ficção do canal para 2021. Saiba a opinião de Pêpê Rapazote, o protagonista do formato, sobre esta possibilidade.

27 Ago 2020 | 19:30
-A +A

«Há a forte possibilidade de Bem-vindos a Beirais regressar aos ecrãs já no próximo ano, mas ainda está tudo no segredo dos deuses», revela-nos fonte da RTP.

Posto isto, a TV 7 Dias tentou perceber a veracidade desta informação e obteve declarações exclusivas do diretor de programas da estação pública, José Fragoso. «O regresso do Bem-vindos a Beirais à RTP1 está a ser estudado há cerca de um ano, numa versão de série curta», desvenda. «Para já não há novidades. É uma hipótese em cima da mesa, como outros projetos que temos em desenvolvimento na área da ficção», continua.

A verdade é que esta série «é uma grande marca da RTP, tal como é o Conta-me como Foi e outras».

Esteve no ar de 2013 a 2016e poderá então chegar aos ecrãs dos portugueses durante o próximo ano.

A reação de Pêpê Rapazote, o protagonista da série

Pêpê Rapazote deu vida a Diogo, o protagonista desta série de longa duração. Esteve em exibição cerca de três anos e pode agora regressar à “caixinha mágica”.

Confrontado com esta possibilidade, o ator – que está atualmente a gravar a trama da TVI Bem Me Quer, onde dá a vida a Henrique – revelou em exclusivo à TV 7 Dias que «já tinha sido abordado» e que «já sabia da situação», mas garante, tal como José Fragoso, que «é uma situação que ainda está em estudo».

E será que o ator estaria disposto a voltar a protagonizar esta série, mas desta vez num formato mais curto? «Ainda não pensei, mas foi um lugar onde fui feliz», garante, acrescentando que nada mais poderá dizer sobre o assunto, até porque ainda não está nada definido. «Remeto para as palavras do José Fragoso», finaliza.

De que trata a série?

Para quem não está recordado ou para quem não conhece, Bem-vindos a Beirais foi uma série de longa duração em que o diretor de programas da altura, Hugo Andrade, garantia que tinha como objetivo mostrar a mensagem que «Portugal é mais do que Lisboa». Foi filmada na freguesia do Carvalhal, no concelho do Bombarral, além de ter algumas cenas adicionais gravadas em Lisboa, Lousã e São Pedro de Alva.

Teve como protagonistas Oceana Basílio e Pêpê Rapazote e a ideia geral foi mostrar o dia-a-dia de um empresário, que mudou de vida ao sair da cidade, tendo ido morar para um meio mais pequeno.

Cada episódio tinha uma história, ou seja, eram maioritariamente episódios fechados e a série tinha no elenco dezenas de ator que recordam esta série como um projeto especial.

Texto: Andreia Costinha de Miranda; Fotos: Arquivo Impala
Leia também:
Luís Aleluia em exclusivo: «Perdi muito dinheiro com Bem-Vindos a Beirais»

PUB
Top