EXCLUSIVO: Descobrimos o VERDADEIRO SALÁRIO de Cristina Ferreira na SIC!

Afinal, Cristina Ferreira não vai receber 80 mil euros por mês na SIC. A ainda estrela da TVI vai ter um salário à semelhança de muitos gestores de empresas. Nós explicamos como vai funcionar.

23 Ago 2018 | 17:47
-A +A

Esta quinta-feira, a imprensa nacional noticiou que Cristina Ferreira iria receber 80 mil euros por mês na SIC. A apresentadora de 40 anos está neste momento a negociar os termos da rescisão com a TVI e deverá, no início do ano, estrear-se na sua nova casa.

No entanto, a forma como Cristina Ferreira vai receber o seu salário vai ser diferente da habitual no meio televisivo. Ao que o site da TV7Dias apurou, a apresentadora vai receber um salário base fixo que não difere demasiado do que recebia na TVI. A novidade acontece depois.

Cristina Ferreira vai trabalhar por objetivos.

Além de um salário base, a apresentadora vai receber um valor extra por cada objetivo cumprido. E quem diz objetivos diz audiências. Cristina e estação de Carnaxide irão estabelecer contratualmente esse período de tempo (que poderá ser trimestral, semestral ou anual, tal como acontece com gestores de empresas e outras profissões que trabalham com prémios por objetivo).

Se, ao fim de um determinado período, Cristina Ferreira alcançar determinado objetivo de audiências, receberá um valor acrescido ao ordenado base. Se não alcançar, receberá sempre o salário pré-estabelecido.

Veja também: Os melhores momentos de Cristina Ferreira na TVI

 

Mas, ao que conseguimos apurar, o valor máximo que Cristina Ferreira poderá ganhar, mesmo cumprindo todos os objetivos estabelecidos pela SIC, nunca será 80 mil euros mas um valor inferior.

O site da TV7Dias entrou em contacto com a SIC que, até ao momento, se mantém em silêncio sobre este tema.

Cristina Ferreira está, como oficializou a TVI esta quarta-feira, 22 de agosto, a negociar a rescisão com a estação onde trabalhou durante 16 anos. O contrato termina a 30 de novembro pelo que é expectável que comece a trabalhar em Carnaxide no início de 2019.

 

Texto: Raquel Costa | Fotos: Arquivo Impala

 

PUB
Top