Tatiana Oliveira está ‘presa’ em Inglaterra e não consegue dar apoio à família

A enfermeira está presa em Inglaterra e conta a aflição que vive por estar longe da mãe, a quem foi diagnosticado cancro no pâncreas, e do marido, que perdeu o pai subitamente.

23 Jan 2021 | 8:00
-A +A

Tatiana Oliveira tem vivido momentos “grande dor e desespero”. A enfermeira está “presa” em Inglaterra, sem conseguir dar apoio à mãe, que foi diagnosticada com cancro do pâncreas, e ao marido, que perdeu o pai no passado dia 15 de janeiro.

A ex-concorrente de “Casados à Primeira Vista” devia ter embarcado dia 17 de janeiro, para conseguir estar presente no funeral do sogro mas não conseguiu. “Por causa da nova variante do coronavírus exigem o teste da PCR que demora 48 horas no mínimo para se saber o resultado. E como fui avisada em cima da hora não deu tempo. E para piorar depois disseram-me que não há voos. Com sorte, só dia 3 de fevereiro…”, começa por explicar, visivelmente abatida.

A jovem de Santa Maria da Feira não esconde a tristeza que está a viver. “A vida está a desmoronar-se e, mesmo que eu queria, não há nada que possa fazer. Nem sequer posso apoiar o meu marido. O pai do Bruno morreu subitamente, tudo indica que tenha sido ataque cardíaco. Ele tinha alguns problemas de coração mas ninguém estava à espera, era muito novo, tinha 56 anos”, diz.

As últimas semanas têm sido difíceis uma vez que para além do cancro da mãe, Tatiana perdeu a prima, que tinha cancro da mama.

Saiba todos os pormenores sobre esta dramática história na sua TV 7 Dias, já em banca!

 

Texto: Maria Inês Gomes (ines.gomes@impala.pt); Fotos: Arquivo Impala

PUB
Top