EXUBERÂNCIA e TEATRALIDADE marcam a PASSADEIRA VERMELHA da Met Gala!

Uma das galas mais icónicas de Hollywood aconteceu esta segunda-feira, 6 de maio, e extravagância foi uma das principais caraterística do tema deste ano.

07 Mai 2019 | 11:10
-A +A

A passadeira vermelha do Metropolitan Museum de Nova Iorque tingiu-se de cor-de-rosa para que as celebridades convidadas para a Met Gala desfilassem. As estrelas mundiais vestiram-se de acordo com o tema Camp: Notes on Fashion e o exagero, a teatralidade e a exuberância foram as palavras-chave desta gala.

Lady Gaga mudou quatro vezes de look, o clã Kardashian deu nas vistas pela cor, Jennifer Lopez usou uma peruca de missangas e Nicki Minaj não poupou no tecido e apareceu com uma cauda de vários metros.

Katy Perry vestiu-se de candelabro

Quem também não passou despercebida foi Katy Perry que encarnou um autêntico candelabro. E Jared Leto levou uma cabeça nos braços igual à dele.

Camp, o tema deste ano da Met Gala, é um termo, que não tem tradução para a língua portuguesa e  surgiu pela primeira vez em 1909, no Dicionário de Oxford. Está associado ao exagero, à teatralidade, à exuberância, à cultura gay, às drag queens, mas nem todas as celebridades o cumpriram à risca.

«Há muita coisa no mundo que nunca foi denominada e muita coisa, mesmo que tenha sido, nunca foi descrita. Uma delas é a sensibilidade – inconfundivelmente moderna, uma variante da sofisticação, mas dificilmente idêntica a ela – que dá pelo nome de Camp», escreveu Susan Sontag, em Notes on Camp (1964) um ensaio que discute as diversas conotações e a evolução deste termo como um fenómeno estético distinto.

Veja os looks mais extravagantes na galeria!

Leia ainda:
Sara Sampaio ESTREIA-SE na Met Gala e é ACUSADA de fugir ao tema!

 

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais| Fotos: Reuters

 

PUB
Top