Família APOIA Bruno de Carvalho: «Isto é horrível mas uniu-nos»

Os pais, a irmã e a filha mais velha marcaram presença no lançamento do livro de Bruno de Carvalho e revelam que não sabem como está Leonor, a filha mais nova do ex-presidente do Sporting.

15 Fev 2019 | 21:50
-A +A

Num dia tão importante para o ex-líder leonino, a família não faltou. Alexandra, irmã de Bruno de Carvalho, visivelmente emocionada, confessou ser um momento feliz.

 

«Depois de tudo o que passámos, depois de termos respirado fundo, vê-lo contente é bom». Questionada sobre como estão as três filhas do irmão (Ana Catarina, de 16 anos, Diana, 3 anos e Leonor, de 10 meses).  A irmã do ex-presidente do Sporting revela: «A mais velha e a do meio estão bem. A mais pequenina, infelizmente, não sabemos». Bruno de Carvalho e Joana Ornelas estão atualmente em disputa pela custódia da bebé, fruto do casamento que durou pouco mais de um ano.

 

«Queremos acreditar que esteja bem. Não recebemos informação da Leonor. Recebemos, quando o rei faz anos, através do tribunal mas, até agora…Houve uma altura em que conseguíamos, através do Facebook, ver uma ou outra e andar contentes mas agora não. Imagino, no entanto, que esteja bem», diz ainda Alexandra Carvalho.

No livro «Sem Filtro – As histórias dos bastidores da minha presidência», Bruno de Carvalho dedica algumas linhas a Joana Ornelas, ex-mulher e mãe da filha mais nova. E, apesar de as palavras não serem abonatórias, a irmã do ex-presidente do Sporting é perentória. «Sempre terei coisas boas para dizer dela. É a mãe da minha sobrinha. Quando tiver coisas boas para dizer sobre a mãe da minha sobrinha, direi. Agora não. Estou triste».

Veja também: Bruno de Carvalho ARRASA ex-mulher no seu POLÉMICO LIVRO

Sobre os meses que se sucederam à saída do Sporting e, após a implicação no caso da invasão à Academia de Alcochete e subsequente detenção, a irmã de Bruno de Carvalho afiança que estão cada vez mais próximos. «Isto é horrível mas uniu-nos. Se já éramos unidos, então agora… O futebol mexe com tanta gente, põe tão a nu como é que funciona a nossa investigação, tudo isto, nas coisas que tem de boas e que tem de péssimas».

«Mesmo quando estou feliz o meu coração está em mágoa»

 

Rui e Ana de Carvalho, pais de Bruno, chegaram poucos minutos antes da apresentação e foram ovacionados pelas cerca de duas centenas que encheram por completo a sala onde decorreu a apresentação. Emocionada, a mãe do antigo líder leonino, descreveu este dia como «muito feliz». Apesar da dor. «É uma mágoa. Mesmo quando estou feliz o meu coração está em mágoa. Mas tudo tem um fim», disse Ana de Carvalho. «O meu filho não matou, não violou, não roubou e eu tenho um orgulho imenso nele. Amo-o mais do que tudo, daria a minha vida por ele. Vivo como posso, nesta questão sentimental, mas tenho vivido com o coração muito apertado», explica.

Depois da detenção, a mãe de Bruno de Carvalho diz que o filho ficou «diferente». «A ingenuidade do Bruno acabou. Ele sempre foi muito ingénuo com as pessoas que o rodeavam. Estas coisas não matam mas fazem com que as pessoas se modifiquem um pouco», admite. «Ele aprendeu a respeitar-se mais, a não confiar tanto nas pessoas, a defender-se das desilusões causadas por estranhos. Ele já não é aquele rapaz confiante, aberto», confessa a mãe de Bruno de Carvalho. Sobre o afastamento da neta mais nova, Ana de Carvalho diz apenas: «isso é como a mãe da Leonor quiser. Nós temos sempre o coração aberto para ela».

Texto: Raquel Costa | Fotos: Zito Colaço

PUB
Top