Família da grávida da Murtosa defende que corpo da mulher pode ter sido queimado

Família da grávida da Murtosa aponta com duas novas teorias para locais onde pode estar o corpo de Mónica Silva.

26 Dez 2023 | 15:40
-A +A

Existem novas pistas no misterioso desaparecimento de Mónica Silva, grávida da Murtosa que não é vista desde a noite de 3 de outubro. Agora, a família da mulher, de 33 anos, que foi vista pela última vez quando estava grávida de sete meses, avança com duas novas teorias para o que poderá ter acontecido aos restos mortais de Mónica Silva.

Leia ainda: Natal da família de Mónica Silva pautado por indignação e revolta

David Carreira emociona com música dedicada a Sara Carreira

Filomena Silva, tia de Mónica Silva, pede que seja feita uma inspeção aos fornos de uma antiga fábrica de cal. É referido, em conversa com a CMTV, que os fornos ainda estão operacionais e que são propriedade da família de Fernando Valente, o principal suspeito do desaparecimento da grávida. Acredita Filomena que o corpo de Mónica Silva pode ter sido queimado naquele local.

Família com duas teorias

Uma segunda teoria aponta para terrenos que alegadamente pertencem à família Valente. E nos quais, segundo uma habitante da zona, foram vistas maquinas a trabalhar por volta das duas horas da madrugada. Isto logo nos dias seguintes ao desaparecimento de Mónica Silva. Acredita a família que o corpo também poderá estar naquele local. O que é certo é que a cada nova pista tem existido uma grande desilusão ao não ser encontrado qualquer vestígio da mulher desaparecida.

Filho mais novo ouvido pela Polícia Judiciária

Salienta ainda a CMTV que, tal como aconteceu com o filho mais velho de Mónica Silva, também o mais novo foi ouvido pela Polícia Judiciária. As declarações servem para memória futura. À margem disto, existe ainda uma grande revolta pelo facto de Fernando Valente ter passado de prisão preventiva para prisão domiciliária. A tia da mulher desaparecida revela ainda ao canal que os dois filhos de Mónica Silva acreditam que a mãe está morta. De salientar que as autoridades defendem que a grávida foi assassinada na noite em que desapareceu.

Texto: Bruno Seruca
Fotos: Shutterstock e DR
PUB