Famosos revelam como gerem as novas tecnologias em casa com os filhos

Saiba como algumas caras famosas educam os filhos no que às novas tecnologias diz respeito.

12 Nov 2019 | 8:40
-A +A

Nem sempre é fácil impor boas regras aos mais pequenos e quando se trata de tecnologias, a tarefa torna-se ainda mais difícil. Algumas figuras públicas revelaram ao site Crescer como fazem lá em casa.

Foi durante um evento da Science 4 You, que apresentou os novos produtos da marca esta quinta-feira, dia 7, na FNAC do Alegro Alfragide, que falámos com alguns pais famosos deste país.

Ana Marta Ferreira é mãe do pequeno Vasco, de três anos, mas não se considera uma mãe stressada com o assunto. «Hoje em dia, os miúdos ou vivem no campo e não têm acesso a nada ou então é um bocadinho difícil eles não estarem ligados às tecnologias, até nós estamos… Tenho um trabalho muito relacionado com as redes sociais e o Vasquinho, às vezes, por entretenimento usa. Não joga muito ainda, tem só três anos, mas tem tendência a piorar com o tempo», contou a atriz entre risos. «Não quero que ele passe tanto tempo em frente a um telemóvel ou tablet, como é óbvio. Em casa tem imensos puzzles, adora desenhar, tento que ele não tenha só o foco das tecnologias. Ele acaba por trabalhar o cérebro de outras formas. Na escolinha dele também não há acesso a este tipo de tecnologias. Portanto, aquele bocadinho, às vezes, à noite também não faz mal nenhum.»

Para Núria Madruga, mãe dos gémeos Salvador e Sebastião, de oito anos, e Lourenço, de um, as regras são fundamentais. «Depende dos dias… Se nós deixássemos, estavam o dia todo agarrados. Nesta nova geração é muito complicado banir a nova tecnologia. Não podemos de todo não deixar, mas também tem de haver regras. Os gémeos têm a vantagem de se ter um ao outro, estão sempre na macacada. O Lourenço agora junta-se à festa. Eles entretêm-se muito os três», referiu.

Paula Lobo Antunes também tenta impor as regras mínimas em sua casa. «Lá em casa não há regras, não é preciso… Tentamos que ela use o menos tempo possível. Quando nós achamos que deve usar, deixamos, até porque há trabalhos da escola que são feitos no tablet ou computador», explicou a atriz.

Leia mais aqui

Texto: Filipa Rosa e Luís Correia

PUB
Top