Fátima Lopes recorda trauma de infância

«Lembro-me de não ter ninguém para brincar por ser branca», diz.

04 Jul 2018 | 11:23
-A +A

Fátima Lopes não esquece o trama que viveu na infância.

LEIA AINDA: Fátima Lopes arrasa em biquíni e surpreende fãs

Na plataforma digital, Simply Flow, a apresentadora da TVI, confessou que foi vítima de racismo quando se mudou com os pais para Moçambique. Com apenas oito anos, Fátima Lopes não tinha amigos para brincar devido à cor da pele.

«Foi fácil criar laços fortes com a garotada do bairro. O mesmo não aconteceu na escola, onde a cor da minha pele era um obstáculo. Lembro-me de não ter ninguém da minha turma para brincar no recreio porque era branca», recordou.

Agora, com 49 anos, a apresentadora continua a recordar os momentos difíceis que passou e garante que a mãe foi o grande pilar para suportar a dor do racismo: «Depois de confessar à minha mãe a tristeza que sentia pela inexistência de amigos, ela pôs-se a caminho e conversou com o professor».

Fotos: Reprodução Instagram

PUB
Top