Ainda se lembra de como ele era? Fernando Mendes encerra 2019 com menos 38 quilos

Fernando Mendes chegou a temer pela vida, mas uma operação de redução do estômago deu-lhe futuro. Em dois anos, o anfitrião de O Preço Certo já deixou para trás 38 quilos.

30 Dez 2019 | 19:00
-A +A

Foi no Solar dos Nunes, em Alcântara, que Fernando Mendes acedeu a dar uma entrevista à TV 7 Dias. Curiosamente, foi neste mesmo local que o apresentador jantou, há mais de 16 anos, em vésperas de fazer pela primeira vez O Preço Certo: «Estamos no restaurante do Sr. Nunes. Na verdade, foram eles os primeiros a saber que eu ia para O Preço Certo. Foi precisamente aqui.»

Esta entrevista decorreu a 12 de dezembro, precisamente no dia em que se assinalou um ano após a morte da mãe de Mendes. «Ela morreu no preciso momento em que eu estava a entrar n’O Preço Certo. É estranho, parece que estava à espera que eu entrasse na televisão. Mas, como tive uns dias de férias após a sua morte, consegui recompor-me um pouco. Percebi que a minha mãe foi a pessoa que sempre me incentivou a levar os meus sonhos em frente. Tenho 39 anos de carreira, mas após um ano de ter começado, pensava que se calhar não era aquilo. Ouvia bocas por ser filho de quem era [N. R.: Vítor Mendes]. E a minha mãe disse-me: ‘Filho, isso há em todas as profissões. Há muita inveja, mas tens de seguir em frente.’ Nessa altura, pensei mesmo em desistir. Se há alguém responsável por cá estar nesta vida é ela. Isto é, depois do meu pai, que é o principal responsável.»

E continua: «Apesar de ela já ter desaparecido, empenho-me sempre em honrá-la, tanto pessoal como profissionalmente. Ela sempre me deu força e havia aquela preocupação de mãe. Tenho muitas saudades de lhe ligar e mandar-lhe um beijinho. Claro que sinto muitas saudades dela e faz-me muita falta, mas temos de andar para a frente. O meu principal objetivo era singrar e não estragar o nome de família. Julgo que o consegui.»

 

«Já não conseguia abotoar os sapatos nem tomar banho!»

 

O ano de 2019 foi marcante na vida de Fernando Mendes. O apresentador ganhou outro ânimo e fôlego no que à saúde diz respeito. «Ter feito aquela operação [N. R.: redução do estômago], vai fazer dois anos em fevereiro, fez-me sentir muito melhor. Tive medo – mas agora vejo que foi estúpido – de que o ‘Gordo’ perdesse a graça e o emprego. Sinto-me mais leve e com mais energia. Foi uma estupidez estar aquele tempo todo com 120 quilos. Atualmente, estou com 82. Queria ser o engraçadinho por ser gordo, mas hoje percebo que foi uma estupidez, e olho e via que estava cansado de tudo. Até o simples facto de tomar banho, não o conseguia fazer como deve ser.»

«Por vezes, vejo gordos a conversar e vou lá ter com eles e digo-lhes que o que estão a dizer é mentira, pois não conseguem fazer isto nem aquilo… O que fazia era: comia, comia, comia e descansava. E como tinha apneia, dava-me sono e adormecia numa cadeira… em qualquer lado! Já não conseguia abotoar sapatos nem tomar banho… E disse: ‘Acabou. Já chega! Tenho de pensar na minha vida. Tenho 56 anos e está na altura certa’ e não me custou nada. Gostava muito de ser um exemplo para essa gente gorda. Porque não tem graça nenhuma ser gordo…», continua.

Muita dessa obesidade devia-se à sua demencial gula, como nos explica: «Bem, é verdade. Uma vez fomos ao restaurante com o Miguel [N.R.: Vital], e eu gosto muito de costeletas de borrego, ele contou que eu comi 25. E, hoje, se comer quatro são muitas. O meu recorde de sardinhas foram 36, em Portimão, sem saladas ou batatas. Agora, no máximo, quatro ou cinco. Era a gula e o prazer de comer, mas parei a tempo. E não quero voltar a ser gordo.»

 

Percorra a galeria e veja como está e como era Fernando Mendes!

 

Houve, inclusive, alturas em que Fernando Mendes temeu pela própria vida. «Sim… comecei a pensar muito no meu pai, pois morreu por causa disso. Era muito gordo e abusava. Comia muito, bebia muito. Não é que ficasse bêbado, pois, a acompanhar a refeição, um bom vinho era importantíssimo. Hoje, bebo um copinho ou dois e penso que tenho dois filhos, tenho netos e seria engraçado estar aqui com eles mais uns tempos.»

Para manter a forma física, o apresentador pretende regressar a uma atividade que não é muito do seu agrado. «Comecei no ginásio, parei, mas vou retomar. Confesso que é uma seca, mas tem de ser. Quando passas por algo como eu, sabes que perdes muita massa muscular. Mas já disse ao Gaspar [N.R.: António Gaspar]: ‘Fazer ginásio é das coisas mais secantes que existem. Andar numa bicicleta que nem tem rodas, exercitar os braços… livra! Houve uma altura em que fazia três vezes por semana, mas parei… e já lá vão cinco meses, mas é importante voltar», explica.

 

VEJA TAMBÉM:
 Mendes rendido a Elisabete Moutinho! «Adoro o sentido de humor dele», diz ela
De pedra e cal! Fernando Mendes fechado a sete chaves na RTP1
Fernando Mendes na TVI? «É para aí a quinta vez que insistem»

 

Texto: Eduardo César Sobral; Fotografias: Nuno Moreira e Arquivo Impala; Agradecimentos: Restaurante Solar dos Nunes

 

(artigo originalmente publicado na edição nº 1710 da TV 7 Dias)

PUB
Top