Ataque em Alcochete: Fernando Mendes falha julgamento devido a quimioterapia

O ex-líder da Juventude Leonina faltou à primeira sessão do julgamento do ataque à academia de futebol do Sporting por se encontrar a fazer tratamentos de quimioterapia.

18 Nov 2019 | 11:59
-A +A

Arrancou, na manhã desta segunda-feira, dia 18 de novembro, no Tribunal de Monsanto, o julgamento do ataque à academia  de futebol do Sporting. Entre os 44 arguidos encontra-se Bruno de Carvalho, o ex-presidente do clube leonino, que à entrada para a primeira sessão recusou falar com os jornalistas.

Já se sabe, no entanto, que há um arguido que falha esta primeira sessão do julgamento: Fernando Mendes. A ausência prende-se com os tratamentos de quimioterapia para a leucemia contra a qual o ex-líder da Juventude Leonina está a lutar.

A necessitar de um transplante de medula óssea, Fernando Mendes foi diagnosticado com este grave problema oncológico durante a sua prisão preventiva, no âmbito da investigação à invasão à academia de Alcochete. Fernando Mendes foi libertado depois de o juiz de instrução ter dado provimento ao requerimento apresentado pela procuradora Cândida Vilar, no qual era pedido que o arguido fosse libertado na sequência de um problema de saúde.

 

Acompanhe todos os pormenores do julgamento no Portal de Notícias.

 

VEJA TAMBÉM:
«Ó pá, cala-te pá!»: Bruno de Carvalho aposta em nova carreira. Saiba qual!
Bruno de Carvalho sobre Presidência no Sporting: «Não valeu nada a pena»
Comentador da TVI que escreveu livro de Bruno de Carvalho dispensado!

 

Texto: Carla Ventura com Dúlio Silva; Fotografias: Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top