Festa é Festa: Tomé descobre que Aida e Agostinho o enganaram

Em Festa é Festa, o pai de Betinha decide mudar o destino da lua-de-mel e acaba por perceber que afinal era Aida quem ia pagar a despesa, em vez do padrinho.

28 Out 2023 | 11:00
-A +A

Em Festa é Festa, da TVI, em casa, Aida (Ana Guiomar) está muito tensa sentada à mesa. Agostinho (Dinarte Branco) está ao seu lado e a afilhada diz-lhe que precisam de ter uma conversa muito séria. Percebendo que o assunto é sério, ele começa a brincar e Aida tenta desdramatizar a situação e diz que não é nada demais, e não consegue dizer nada.

Nisto, Tomé (Pedro Teixeira) aparece e revela: “O que se passa é que nós não vamos coisíssima nenhuma a Cabo Verde. A nossa lua-de-mel vai ser a Lisboa e cá de casa só vamos dois, que são os noivos. E agora… É fazer as contas. Não, eu facilito e faço as contas por si: eu e a Aida vamos de núpcias para Lisboa e só os dois! É isto que se vai passar!”

Muito aflita, Aida olha para o padrinho com medo da reação dele. Incrédulo, este diz à afilhada: “Estou magoado, Didinha. Estou muito magoado.” Preocupada, Aida pede: “Tomé, deixa o padrinho dizer o que lhe vai na alma!” Mas o marido alega: “O senhor não tem por que ficar nem magoado nem não magoado! Ele está a fazer chantagem emocional!”

No entanto, este sublinha:“Didinha, eu já tratei de tudo, até já reservei as viagens… Ah, olha, e por falar nisso, tens que me adiantar trinta por cento dos voos para se pagar à senhora da agência.” Tomé fica em choque e questiona: “Como é que é? Mas espera lá, era aqui o senhor que ia oferecer a viagem ou tu é que a ias pagar, Aida?” A dona da mercearia tenta disfarçar e diz que só ia adiantar o dinheiro.

“Porque o meu dinheiro ainda não está disponível”, reforça Agostinho. Furioso, Tomé diz-lhe: “Isso são desculpas de mau pagador. Este aqui não deve ter onde cair morto. Isto é inacreditável… Ainda tínhamos de pôr dinheiro do nosso bolso!” A mulher tenta convencer Tomé. “Era um adiantamento. Eu chegava-me à frente, depois o padrinho pagava e eu repunha.” No entanto, o marido garante-lhe: “Repunhas uma ova que nunca mais ias ver a quantia!” Ela insiste que acredita no padrinho e Agostinho acusa o dono do café de lhe estar a chamar mentiroso.

Ainda em Festa é Festa

O ambiente está muito tenso e Aida tenta acaba a discussão, mas Tomé volta a frisar: “A conversa não acabou. Não, vocês estão mesmo a gozar com a minha cara, só pode. Tu ias pagar a nossa lua-de-mel…” Desesperada, a mulher afirma: “Tomé, o dinheiro é meu, não tens nada a ver com o que eu faço com ele ou deixo de fazer e depois o padrinho repõe. Que repõe!” O marido interrompe-a e comenta: “Se ele repuser como tem reposto até agora. Ele a mim ainda não me repôs nada.” A mulher pergunta-lhe do que ele está a falar e Tomé revela que que Agostinho anda a tirar dinheiro da caixa do café e nunca o repôs. Aida não sabia disso e fica desconsertada, pois também anda a tirar da mercearia.

“Calma, meus lindos. Mi só tirou uma coisinha ou outra e é só até ter o meu dinheiro disponível. Vocês sabem, eu vivo bem, até vos vou pagar com juros. Mas estas coisas demoram e precisei de recorrer a vocês. Somos família e a família é mesmo para estas coisas ou não é?”, pergunta o padrinho. Completamente passado, Tomé diz-lhe: “Eu dou-lhe a família!” Aida até quer controlar a situação, mas ainda está tão desconcertada que não consegue.

Texto: Neuza Silva (neuza.silva@impala.pt)
Fotos: Divulgação TVI
PUB