Flávio Furtado revoltado com polémica do “Big Brother”: “É tudo santo”

Flávio Furtado tem uma opinião bem vincada acerca da polémica que envolve Ricardo do “Big Brother”, da TVI. Comentador não deixa nada por dizer

03 Nov 2021 | 16:05
-A +A

A mais recente polémica do “Big Brother” está a dar que falar e a dividir opiniões. Desta vez foi Flávio Furtado a prestar declarações sobre o assunto que envolve Ricardo, que alegou, por brincadeira, ter-se envolvido sexualmente com Joana enquanto esta estava a dormir, em conversa com Bruno. O comentador reconhece a “culpa” do concorrente, mas considera um “exagero” os ataques nas redes sociais.

“O que o Ricardo disse merece ser chamado à atenção, agora não é por uma pessoa falhar que tem de ser julgada, condenada, chocou toda a gente, o rapaz leva um rótulo… eu já li de tudo na internet, que era violador, predador sexual…”, começou por dizer no “Extra” desta terça-feira, 2 de novembro, depois de ouvir a opinião de Susana Ramos Dias, que não perdoa o comportamento de Ricardo do “Big Brother” e defende a sua expulsão.

“Ele fez a brincadeira no sítio errado, pois há muita gente a ouvir e há muita gente que se calhar se reviu naquilo porque se calhar já foi vítima, mas o rapaz estava a brincar. É possível chamá-lo à atenção de que falhou sem ter que o adjetivar, sem ter que exigir que seja expulso. Ela falhou no mesmo sítio em que já foi chamado de drogado, de pu** e onde já foi chamado de outras coisas”, referiu Flávio Furtado.

“Este reality show é o reflexo um bocadinho de todos nós… Vem toda a gente agora dizer que nunca brincou. Ninguém chama bicha ao outro, ninguém chama paneleiro ao outro, ninguém critica o cabelo da outra, ninguém diz que a outra está mais gorda… É tudo santo! Eu sou o único pecador, ninguém diz nada”, afirmou indignado com o público e os próprios colegas comentadores.

O comentador do “Big Brother” receia que, no futuro, a TVI tenha dificuldade em ter candidaturas para os reality shows. “Tenho receio de daqui a três ou quatro anos não vamos querer ter concorrentes para reality shows porque vão ter medo de tudo e mais alguma coisa. Hoje em dia não se pode dizer nada!”

O psicólogo Quintino Aires também defendeu Ricardo desta polémica. Leia aqui.

Texto: Filipa Rosa; Fotos: Redes sociais

PUB