Flávio Furtado sobre luta contra COVID-19: “Houve alturas em que o ar me fez muita falta”

Flávio Furtado esteve infetado com covid-19. “Posso assegurar que nunca tinha dado valor ao ar… e houve alturas em que me fez muita falta”, disse.

06 Fev 2021 | 12:56
-A +A

Flávio Furtado já pode respirar de alívio. O comentador do Big Brother – Duplo Impacto, TVI, recorreu às redes sociais, esta sexta-feira, dia 5, para atualizar os fãs sobre o seu estado de saúde depois de ter sofrido um agravamento dos sintomas da covid-19. O comunicador foi um dos portugueses que contraiu o vírus e teve de recorrer ao hospital, onde lhe foi diagnosticada uma pneumonia.

“Foi um grande susto. Mas graças a Deus já passou!”, começou por dizer, aproveitando para fazer um apelo aos seguidores: “Fiquem em casa meus amigos e usem sempre máscara”. Alerta que tem feito com frequência nas redes sociais, devido à sua experiência. “Posso assegurar que nunca tinha dado valor ao ar… e houve alturas em que me fez muita falta”, lê-se.

Além de Flávio Furtado, também Pedro Crispim e Ana Garcia Martins, conhecida por A Pipoca Mais Doce, estiveram infetados. A covid-19 passou por Pedro Crispim de forma relativamente ligeira, mas deixou sequelas. No “Extra” de 1 de fevereiro, o stylist confessou ter ficado com alguns problemas. “Fiquei com sequelas a nível cognitivo e a nível pulmunar. A memória… tenho alguma…”, disse

Texto: Márcia Alves; Fotos: Redes Sociais
Veja também:
Segunda baixa no “Big Brother”;: Flávio Furtado testa positivo à COVID-19
Flávio Furtado reage a saída de Fátima Lopes, mas arrepende-se e apaga o que escreveu

PUB
Top