Funeral de Daniel Raimundo: Familiar sentiu-se mal

O funeral de Daniel Raimundo decorre este sábado no cemitério da Quinta do Conde, Sesimbra.

10 Mar 2018 | 17:24
-A +A

Um familiar de Daniel Raimundo,  o português emigrado na Bélgica que descobriu ter um cancro terminal e que em janeiro pediu ajuda para regressar a Portugal, sentiu-se mal durante o funeral do emigrante, que decorreu este sábado,  no cemitério da Quinta do Conde, em Sesimbra.

Na cerimónia fúnebre estão presentes vários amigos e familiares de Daniel Raimundo. Depois de realizada a missa em memória do homem, o corpo foi transportado para o crematório, conforme era desejo de Daniel.

O caixão está coberto por uma bandeira do Sporting, clube por que torcia Daniel. Depois de chegado a Portugal, tinha lhe sido dada a possibilidade de dar o pontapé de saída no jogo do Sporting frente ao V. Guimarães, no Estádio de Alvalade, a contar para a 20ª jornada do campeonato, por convite do presidente dos leões, Bruno de Carvalho.

Leia também: Bruno de Carvalho deixa mensagem emotiva a Daniel Raimundo

Entre os presentes está a enfermeira que acompanhou Daniel durante a viagem entre a cidade belga de Gent e o Barreiro, onde ficou hospitalizado no Centro Hospitalar Barreiro Montijo. Uma viagem de mais 2 mil quilómetros. Quem não está presente é a ex-namorada do emigrante, Sónia Isabel. Pelo que a Impala News conseguiu apurar, Ricardo Landum, primo de Daniel e compositor de Tony Carreira.

PUB
Top