“Genial”: Programa de Bruno Nogueira elogiado, mas as críticas ao horário foram muitas

Bruno Nogueira está a merecer os maiores elogios por parte dos seguidores, mas nem tudo são “rosas”. Muitos foram os que criticaram o horário de transmissão de “Princípio, meio e fim.

12 Abr 2021 | 11:10
-A +A

Bruno Nogueira viu o projeto “Princípio, Meio e Fim” estrear-se este domingo, 11 de abril, na SIC. O ator e humorista, que durante a tarde havia escrito um texto sobre este novo desafio, está a merecer os maiores elogios por parte dos seguidores.

“Genial. Adorei”, lê-se. “Era o que eu também queria ver na tv… obrigada”, continuam. “Finalmente algo diferente, ousado, bem feito, divertido. Adorei”, acrescentam.

“Deviam passar o programa num horário decente

Mas nem tudo foram rosas. Muitos dos fãs de Bruno Nogueira acabaram por criticar o horário em que “Princípio, Meio e Fim” passou – já passava da meia-noite.

“São cada vez mais raros os programas feitos a partir de ideias 100% originais. Num país que vive, maioritariamente de adaptações de coisas que se fazem lá fora (e que na maior parte são lixo televisivo), há que dar o devido valor a pessoas que arriscam sem medo e que querem sempre acrescentar algo, melhorar algo. A SIC e a sua direção de programas deviam também valorizar isso e passar o programa num horário decente. O mundo ao contrário”, criticam.

“É possível ver gratuitamente depois no site da SIC?”, questionam, devido ao horário tardio a que passa o formato. “Vou ter que ver amanhã…. Ir dormir às 2h e acordar cedo para trabalhar é dureza”, acrescentam.

Ainda assim, na sua maioria, o feedback deste desafio é positivo e de “chorar por mais”.

O texto de Bruno Nogueira que antecipou a estreia

Bruno Nogueira escreveu um longo texto na rede social Instagram, antes da estreia de “Princípio, Meio e Fim”. “O momento em que surge uma ideia, um princípio de qualquer coisa que não se sabe bem o que é. Uma espécie de luz tímida num nevoeiro denso. A vertigem de errar, de ver na imperfeição o nascimento de alguma coisa frágil, e por isso deslumbrante. E a amizade, força maior que se sobrepõe a tudo”, lê-se.

“O ‘Princípio, meio e fim’ nasce da vontade de explorar esses temas com pessoas que me acrescentam, e me fazem bem.
Juntar pessoas é ainda, e cada vez mais, o que me multiplica o entusiasmo. Ver o momento em que se juntam, se conhecem, em que resolvem dúvidas juntos, em que riem, lutam contra o cansaço, e aquela faísca que ateia a sede do que está por vir, quando acreditam todos ao mesmo tempo em algo que ainda não se vê. O salto de fé. É em todos esses pequenos e fascinantes detalhes que redobro a alegria no que faço”, continua.

“A todos os autores e actores e equipa técnica, o meu muito obrigado por saltarem comigo. Ao Daniel e à Sic pela liberdade. Às valentes Sandra Faria (produção) e Cristiana Miranda (realização), força motriz feminina que fez com que nada desmoronasse, obrigado pelo foco, resistência e dedicação. O Nuno, o Albano, a Jessica, a Rita pelo talento e pela confiança. Por fim, o Salvador, Filipe e o Nuno pela cumplicidade e pela alegria da amizade. E por essa glória que é o riso. No fim, e fazendo bem as contas, é tudo sobre isso: a alegria e o espanto de uma amizade”, finaliza.

Texto: Andreia Costinha de Miranda; Fotos: Reprodução Instagram
Recorde também:
Insólito: Bruno Nogueira apanha susto e pensa que está infetado com covid-19

PUB
Top