Golpe de Sorte: Quarta temporada estreia hoje. Saiba o que vai acontecer!

Tudo sobre o primeiro episódio da quarta temporada da série da SIC.

14 Set 2020 | 16:48
-A +A

O aniversário de Céu é o mote perfeito para regressarmos a Alvorinha e à vida da euromilionária mais famosa de Portugal.
Céu começa o dia do seu aniversário nas alturas. Literalmente. Num voo sobre os pomares da Rica Fruta, empresa que construiu de raiz, Céu liberta-se de um dos seus grandes medos: o medo das alturas. É mais uma conquista para a mulher que desbrava terreno e supera obstáculos… ainda longe de imaginar todas as aventuras que lhe estão reservadas para o resto do dia.

Os Garcia, em conluio com os amigos e conterrâneos de Céu, preparam várias surpresas para o aniversário da querida euromilionária. Entre essas surpresas está o descerramento da placa que dá ao principal largo da vila o nome da benemérita “Maria do Céu Garcia”. Uma iniciativa encabeçada pelo Presidente da Junta, Tino Sanganha, e pelo seu parceiro político, Horácio Toledo. São também eles – unidos pela geringonça de Alvorinha – que presidem à inauguração de uma exposição muito especial, instalada na coletividade.

A exposição sobre o percurso e os feitos da euromilionária é inaugurada com pompa e circunstância e de forma emocionante, com a atuação das crianças da Casa Artur Colaço. Ensaiadas pelo coordenador pedagógico dessa instituição, o professor Pedro, as crianças cantam e encantam Céu. E, em lágrimas, a euromilionária agradece-lhes o carinho, agradecendo, em particular, ao professor Pedro, com quem, nos últimos anos, tem desenvolvido uma forte amizade.

Ao mesmo tempo que a vila está em divertimento, também o palacete se prepara para celebrar em grande o aniversário da dona da casa. Graciete, agora assistente pessoal de Céu, desdobra-se em cuidados para que tudo esteja perfeito. Mas essa tarefa não se revela fácil porque a nova empregada, Xana, “não dá uma para a caixa”. E cabe a Graciete, com o seu jeito mandão e despachado, pôr na ordem a empregada trapalhona. Espetadores desta nova dinâmica, Lúcia e Natário antecipam sarilhos no palacete.

Quando cai a noite em Alvorinha, chega a hora de cantar os parabéns a Céu. Com a presença de todos os que são importantes na sua vida, família e amigos, Céu sopra as velas e pede o seu desejo.
Os Garcia vivem tempos de prosperidade e união. Toda a família recebeu de braços abertos Caio e Sílvia, que foram perdoados pelos erros do passado e desempenham agora papéis importantes nos negócios familiares: Caio enquanto diretor da Casa Artur Colaço e Sílvia enquanto diretora financeira da Rica Fruta. Tudo parece correr às mil maravilhas… E todos os desejos de Céu estão realizados, incluindo o desejo de viver casada com Zé Luís, o seu grande amor da juventude. Mas é precisamente com Zé Luís que Céu se zanga, no dia do seu aniversário.
A decisão de Céu em abandonar a festa, para acompanhar Pedro numa missão solidária, é mal recebida por Zé Luís. Percebemos então que nem tudo tem sido um mar de rosas entre Céu e Zé Luís, e que este tem algumas inseguranças por resolver. Afinal, ser casado com uma mulher poderosa e segura como Céu pode fazê-lo sentir-se inferior e, por vezes, desconsiderado nas decisões que ela toma.
Ao decidir ir a Coimbra, distribuir comida pelos sem-abrigo, Céu nem sonha que a sua vida está prestes a mudar, mais uma vez! Quem também não antecipa uma mudança drástica na sua vida é Caio, que recebe o contacto de Estrela, seu ex-cúmplice em burlas e golpes do passado. Estrela anuncia que acaba de sair da prisão e está a caminho de Alvorinha para falar com Caio. Caio recorda uma conversa que teve na prisão, com Estrela, em que este lhe falava de um grande golpe em curso.

A uns quilómetros do palacete, em Coimbra, a vida de Céu cruza-se com a de um grupo de jovens delinquentes que vive numa sucata e é explorado pelo sucateiro Castro, que os obriga a cometer pequenos delitos. Entre esses jovens da sucata estão o casal de namorados Lara e Fábio.

PUB
Top