Goucha faz confissão inesperada sobre pastorinhos

“Não estão à espera que acredite nas aparições de Fátima”, escreveu o apresentador no seu blogue.

13 Mai 2017 | 16:03
-A +A

“Não estarão à espera que acredite nas aparições de Fátima. Sei da História, isso sim, que, há cem anos, o Mundo estava em guerra e o comunismo era uma ameaça real na Europa. Que em Portugal, a Igreja havia sido espoliada pela República instaurada sete anos antes, logo a começar pela lei de Afonso Costa, da separação do Estado da Igreja, que os padres do alto dos seus púlpitos ameaçavam com as chamas do inferno e incutiam o temor a um Deus castigador… por isso estariam criadas a condições para um avassalador fenómeno de religiosidade popular a partir das visões de três jovens pastores analfabetos, como aliás seria a maioria da população. A ignorância e o medo sempre criaram deuses.”

Foi assim que MANUEL LUÍS GOUCHA começou por falar das aparições no seu blogue. Depois de ter estado a protagonizar a emissão em direto a partir do Santuário, o apresentador decidiu fazer algumas confissões. “Na Igreja actual são cada vez mais os que falam de visões e não de aparições, quando se referem a Fátima ou a Lourdes. É o próprio cardeal Ratzinger, então ainda Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, futuro Papa Bento XVI, quem escreve sobre esse “ver interior” num texto de 2000 por ele assinado: …”É claro que nas visões de Lourdes, Fátima, etc, não se trata da percepção externa normal dos sentidos: as imagens e as figuras vistas não se encontram fora no espaço circundante, como está lá, por exemplo, uma árvore ou uma casa”.

Esclarece porém que esse ver interior não se tratará de fantasia, enquanto mera expressão de uma imaginação subjectiva: “Significa antes, que a alma recebe o toque suave de algo real mas que está para além do sensível, tornando-a capaz de ver o não-sensível, o não-visível aos sentidos: uma visão através dos sentidos internos”, esclarece seguidamente.

Apesar das declarações inesperadas, os fãs aplaudiram o texto do apresentador. “Com todo o respeito”, “único” e “singular” foram alguns dos elogios deixados pelos fãs.

PUB
Top